Notícias /

Experiência de transplantados está em exposição na Assembléia Legislativa

27/09/2016 17:12

“O transplante foi uma nova oportunidade de vida, uma nova oportunidade de revermos alguns conceitos e colocar em prática o fator chamado bondade e solidariedade!”. O depoimento é de Anderson Adrian Silva, 38 anos, que há seis se submeteu a um transplante cardíaco. Anderson é um dos 10 transplantados que têm fotos e depoimentos integrando a exposição “Diga sim à vida”, que foi aberta na manhã de hoje, na Assembléia Legislativa da Bahia (ALBA). A exposição, que pode ser visitada até a próxima sexta-feira (30), marca a Semana Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos, e visa chamar atenção para a importância da doação de órgãos, um ato de solidariedade que pode salvar diversas vidas.

Resultado de uma parceria entre a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), por meio do Sistema Estadual de Transplantes; Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO) e Comissão de Saúde e Saneamento da ALBA, a exposição foi aberta pelo presidente da Comissão, José de Arimatéia. “Pedimos que as pessoas possam doar órgãos, sabendo que ao doar, aqueles que receberem estarão renascendo, e que existem inúmeras pessoas precisando de transplante na Bahia e no Brasil”, pontuou o deputado.

Representando a Sesab, Ana Cristina, do Sistema Estadual de Transplantes, falou sobre a importância de serem divulgadas, cada vez mais, informações sobre o processo doação/transplante de órgãos, e fez um agradecimento a todas as famílias que autorizaram a doação, ajudando a salvar vidas. Pacientes transplantados deram um depoimento sobre o que o transplante significou em suas vidas, entre eles Maria Ferreira Nobre, que fez transplante de medula óssea. “O transplante significou renascimento. Oportunidade para uma vida melhor com qualidade e valores diferenciados em relação ao ser humano”, disse Maria.

SEM LIMITAÇÕES

Diagnosticado com miocardiopatia, doença cardíaca grave, Anderson Adrian passou um ano em tratamento, até entrar na fila para fazer um transplante de coração. “No primeiro momento, foi um susto porque sabia que alguns pacientes que fizeram transplante foram a óbito. Mas pensei: se não fizer o transplante vou morrer em pouco tempo. Então, preferi passar pelo procedimento, e estou aqui, há seis anos transplantado”, contou, acrescentando que leva uma vida normal, sem restrições. Além de Anderson Adrian e Maria Ferreira, participou do evento o presidente da Associação Renal Bahia, José Vasconcelos Freitas, transplantado de rim; técnicos da Sesab e servidores da ALBA.

Além das fotografias e depoimentos de transplantados que compõem a exposição, estão sendo exibidos vídeos sobre doação e transplante de órgãos e distribuídos materiais educativos.

SEMANA DE INCENTIVO

A exposição é uma das ações da Semana Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos, uma iniciativa da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), Ministério da Saúde e secretarias estaduais de Saúde, realizada anualmente na última semana de setembro, com o objetivo de chamar atenção para a importância da doação de órgãos e lembrar o dia dos santos gêmeos, Cosme e Damião, considerados padroeiros dos transplantes.

Na Bahia, esse ano, foram realizados, até o mês de julho, 317 transplantes, enquanto em 2015 foram feitos 225 procedimentos, o que significa um aumento de 40%. Apesar dos avanços, a taxa de recusa familiar na Bahia está em 63%, superior à média nacional, que está em 56%. Em todo o país, as doações possibilitaram a realização de 12.091 transplantes entre janeiro e julho. Segundo o Ministério da Saúde, atualmente, 89% dos transplantes de órgãos sólidos são realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e um dos maiores desafios é diminuir a taxa de recusas familiares à doação de órgãos.

Esta semana, o Ministério da Saúde lançou a Campanha Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos, com o slogan “Viver é uma grande conquista. Ajude mais pessoas a serem vencedoras”. A campanha é estrelada por atletas transplantados, em alusão aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, e visa estimular a população a ser doadora. Aliando-se à campanha nacional, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) lança uma campanha publicitária de incentivo à doação, e está mantendo o Elevador Lacerda iluminado com a cor verde, em alusão ao “Setembro verde”.

 

A.G. Mtb 696/Ba

Central de Transplantes/ALBA

Notícias relacionadas