Notícias /

Controle do colesterol é muito importante na prevenção da doença cardiovascular

28/09/2016 14:36

Manter o colesterol nos níveis recomendados, cuidado que vale para a população em geral, é ainda mais importante para o paciente diabético, De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), os pacientes com diabetes tipo2 (DM2) têm um risco de duas a quatro vezes maior de morrer devido a uma doença cardiovascular (DCV) em comparação com o restante da população, tornando o problema a principal causa de óbito nesse grupo. O AVC isquêmico é de duas a quatro vezes mais frequente em pacientes com diabetes.

E como as dislipidemias (elevado nível de colesterol e triglicérides) representam um risco para a DCV, é preciso fazer o controle, como explica o endocrinologista do Hospital Português, professor de Clínica Médica da UFBA e presidente da Sociedade de Endocrinologia da Bahia, Joaquim Custódio. Ele será o palestrante da sessão de atualização em Diabetes que o Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba),unidade da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB), promove por meio da Coordenação de Educação em Diabetes e Apoio à Rede, no próximo dia 4 de outubro, das 9 às 11h30 no auditório do Centro de Atenção à Saúde (CAS).

As estatinas

A sessão discutirá o uso das estatinas para a população com diabetes. Estatatinas (as mais conhecidas são sinvastatina, atorvastatina e rosuvastatina), como explica o professor, é o nome dado ao grupo de medicamentos que ajudam a reduzir o colesterol. São prescritas a pessoas com níveis de colesterol prejudiciais presentes no sangue, ou se o paciente estiver em risco de desenvolver complicações de saúde.

O tratamento do colesterol com estatinas é relativamente novo, já que o lançamento comercial aconteceu nos anos 80, segundo informou o professor Joaquim Custódio. As estatinas causaram uma revolução no tratamento do colesterol elevado, um dos piores inimigos docoração.

Para o diabético, o uso das estatinas é muito importante, segundo o professor da UFBA porque o controle do colesterol além da prevenção de doenças cardíacas, também protege os rins. Quanto aos efeitos colaterais do fármaco, ele explicou que uma das principais queixas dos pacientes são dores musculares, problema que pode ser minimizado com o ajuste da dose.

Ainda segundo o especialista, o colesterol elevado, em muitos casos, já antecede o diabetes, estando associado à hipertensão e ao excesso de peso, na chamada síndrome metabólica, que sinaliza para o risco de diabetes.

Caravana da saúde

Na sessão do próximo dia 4, também será feita apresentação sobre “Caravana da Saúde: Uma Experiência de Educação em Sala de Espera”. A estudante de Nutrição, Franciele Nascimento mostrará a importância da iniciativa da Codar para os pacientes atendidos no Cedeba.

As sessões de Atualização de Diabetes acontecem sempre na primeira terça-feira do mês, tendo como clientela a equipe multidisciplinar (Saúde da Família, Centros de Referência e instituições de ensino superior) da capital e do interior, com o propósito de atualizar os profissionais da Atenção Básica, ampliando os conhecimentos sobre os cuidados com o diabetes.

A.M.V. Mtb 694/Ba
Cedeba/estatinas

Notícias relacionadas