Notícias /

Agentes comunitários concluem curso ofertado pela EFTS em Belo Campo

29/09/2016 14:11

Vinte e quatro Agentes Comunitários de Saúde (ACS) encerraram ontem (28) o Curso de Aperfeiçoamento na Prevenção da Mortalidade Materno Infantil (RMMI), no município de Belo Campo. O curso é resultado de uma ação da Escola de Formação Técnica em Saúde (EFTS/Sesab), em conformidade com a estratégia de fortalecimento da Rede Cegonha/Ministério da Saúde e do Pacto pela Saúde, e foi desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Belo Campo.

Lançado em 2011, pelo Ministério da Saúde, o programa Rede Cegonha estabelece como estratégia a organização de uma rede de cuidados para assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e à atenção humanizada à gravidez, ao parto e ao puerpério, bem como assegura às crianças direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis.

Esta estratégia tem a finalidade de estruturar e organizar a atenção à saúde materno-infantil no país e está sendo implantada gradativamente em todo o território nacional, inicialmente nas regiões da Amazônia Legal e Nordeste, onde existem os maiores índices de mortalidade materna e infantil. Faz parte ainda da proposta a Educação Permanente, tendo em vista o aperfeiçoamento dos trabalhadores que atuam na atenção à saúde da mulher e da criança, na rede básica e hospitalar.

Nesse contexto, as ações de qualificação proposta pela EFTS, para a organização da rede de cuidados à saúde da mulher e da criança nos primeiros anos de vida, incluem a formação de agentes comunitários, auxiliares e técnicos em enfermagem da Atenção Básica e das maternidades do SUS espalhadas pelo interior do Estado da Bahia.

Belo Campo

Em Belo Campo, essa é a segunda turma qualificada para a Prevenção da Mortalidade Materno Infantil. A qualificação aconteceu para ACS da zona rural, entre os dias 19 a dia 28 de setembro, sendo conduzida pelas enfermeiras Mariete Hipólito Anjos e Gislany Silveira Lacerda Fontes. A primeira turma qualificou 15 ACS da zona urbana, no período de 05 a 15 de setembro. Ambas as ofertas aconteceram no Hospital Municipal Vicente Vieira e foram supervisionadas pelas apoiadoras descentralizadas da EFTS, a enfermeira Edgley Ramos (apoio pedagógico) e a ondotóloga Glaúcia Esteves (apoio técnico).

O curso é desenvolvido em horário de serviço, com carga horária total de 60 horas, distribuídas em momentos de concentração/teoria (52 horas) e atividade prática (8 horas).

Ascom/EFTS
EFTSNovis/Belo Campo

Notícias relacionadas