Notícias /

Impactos da violência na saúde pública e gestão do cuidado às vitimas foi tema discutido pela Escola Estadual de Saúde Pública

30/09/2016 19:20

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), através da Escola Estadual de Saúde Pública Professor Francisco Peixoto Magalhães Netto (EESP) promoveu na última terça-feira (27/09), no auditório da Escola de Formação Técnica em Saúde (EFTS), à 8º Sessão Temática sobre: “Impactos da violência interpessoal e autoprovocada na saúde pública e a gestão do cuidado às vítimas”.

A sessão iniciou com a apresentação da enfermeira Edna Pereira Rezende, técnica da Coordenação de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e Grupo Técnico das Causas Externas da Sesab, mostrando dados, através de tabelas e gráficos sobre atendimentos de violência interpessoal, autoprovocada e causas externas no Estado da Bahia e seus impactos na saúde pública, inclusive dos financeiros. Falou da importância da notificação dos casos e apresentou a ficha de notificação a ser preenchida, ressaltando que grandes números de notificações não são realizados adequadamente, ocasionando uma visão apenas parcial do real quadro da violência no Estado.

Já a enfermeira Cândida Maria Pimentel Pereira, técnica da Coordenação de Ciclo de Vida e Gênero da Sesab e, membro do Grupo Técnico de Prevenção da Violência, discutiu sobre os tipos de violências como a obstétrica, familiar, etc., fazendo relatos de casos sofridos por pacientes, que de imediato devem procurar locais de ajuda como hospitais, unidades de pronto atendimento e delegacias, que atendem pessoas que sofrem esses tipos de violência na região de Salvador. A palestrante mencionou ainda como esses casos têm que ser tratados e dos diversos descasos que existem por parte de profissionais e das pessoas, com as vitimas que sofrem esses abusos, citando alguns locais para esses tipos de tratamentos como o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e Centro de Valorização da Vida (CVV).

Por fim, os presentes tiveram a oportunidade de tirar duvidas com os palestrantes e promover um debate sobre o tema, trazendo também contribuições de sua prática e trocando experiências entre si, ocorrendo um rico momento de educação permanente, ao final do evento.

Fonte: EESP
/eesp/gestão do cuidado

Notícias relacionadas