Notícias /

Açoes da Sesab foram apresentadas na 234ª reunião ordinária do CES

13/10/2016 22:49

Rastreamento do Câncer de Mama, Mais Médicos e Conferência de Vigilância à Saúde estavam entre os assuntos da pauta da 234ª reunião ordinária do Conselho Estadual de Saúde (CES) , que ocorreu nesta quinta-feira (13), em Salvador.

Pela manhã, trataram da ratificação da aprovação da Política Estadual de Humanização da Atenção e da Gestão e também da recomendação do CES referente à desvinculação das receitas da União e do posicionamento referente ao manifesto do CES contra a PEC 241. Ainda pela manhã, houve a exposição sobre o Plano Diretor de Sangue, Componentes e Derivados da Bahia.

À tarde, a reunião começou com a recomposição das comissões, comitês e grupos de trabalho, respeitando a paridade entre usuários, gestores, trabalhadores e prestadores de serviços. Na sequência, o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, se colocou à disposição dos conselheiros, além de relacionar ações da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), a exemplo das campanhas como Outubro Rosa e Mutirão de Cirurgias; inaugurações já ocorridas como o HGE2, Unidades de Pronto Atendimento de Feira de Santana e Vitória da Conquista; e citar as obras em fase de conclusão, como o Hospital da Mulher, que será inaugurado até o final do ano.

Ele ainda pontuou as outras unidades de saúde que estão em construção, como Hospital do Cacau e da Chapada, além das policlínicas com obras bem adiantadas. Diante desse cenário, Vilas-Boas ressaltou que agora é o momento de buscar os recursos para custear o funcionamento regular desses equipamentos que, de acordo com ele, representará cerca de R$ 600 milhões a mais no orçamento da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia ( Sesab).

Já Ivonildo Dourado, diretor de Projetos da Sesab, apresentou o programa de Rastreamento de Câncer de Mama que em um ano realizou cerca de 150 mil mamografias entre capital e interior. Ele destacou que o programa contempla três fases: primeiro a mamografia; se houver indicativo, realiza-se exames complementares, consulta com o mastologista, ultrassonografia e biopsia; havendo necessidade, a paciente é encaminhada para o tratamento final.

Na reunião ainda teve a apresentação do programa Mais Médicos e informes sobre a 1ª Conferência Estadual de Vigilância à Saúde, que deverá ser realizada até setembro de 2017, uma vez que a Nacional já está marcada para novembro de 2017. Além da fase estadual e nacional, vão ocorrer as etapas regionais, que também serão realizadas até agosto.

Ascom/Sesab

Notícias relacionadas