Notícias /

É preciso evitar dietas que prometem milagres

26/10/2016 20:25

“Perca cinco quilos em uma semana”, “Corpo Perfeito em Sete Dias”. Apelos de dietas “milagrosas” na mídia são muitos e conseguem iludir as pessoas que precisam emagrecer. Mas, por apresentarem proposta alimentar fora da realidade, a adesão não dura muito tempo e o sonho do corpo magro é curto, porque o peso perdido é recuperado e acrescido de quilos adicionais. A analise foi feita hoje pela nutricionista do Cedeba, Cristiane Pacheco, na palestra “A Busca da Alimentação Adequada: explorando os alimentos e seus nutrientes”, dentro da programação comemorativa da Semana do Servidor, no Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba).

Segundo a nutricionista “é preciso fugir das dietas que prometem milagres para o emagrecimento”. E a moda das dietas não para. Dieta do Jejum Intermitente, Dieta dos Sucos e Detox, Dieta sem Glúten e Lactose. A alimentação saudável, segundo Cristiane Pacheco , deve conter todos os grupos de alimentos, dando ênfase às frutas e legumes e reduzida ingestão de alimentos processados (industrializados).

Modismo também nos alimentos

Além das dietas, o modismo também envolve os alimentos. A cada dia, um novo produto fica evidência em razão da divulgação dos seus poderes milagrosos na mídia, como observa a nutricionista do Cedeba. A maioria das estrelas da alimentação vem de outros países e, por isso, pesam no bolso. Mesmo sendo alimentos de grande importância – alerta Cristiane Pacheco – o uso indiscriminado pode não produzir os efeitos desejados.

Ela citou a semente de chia, originária do México, fonte de fibras, antioxidante e rica em Omega 3 .Contem: 5 vezes mais cálcio do que o leite; 3 vezes mais ferro do que o espinafre; 15 vezes mais magnésio do que os brócolis; 2 vezes mais potássio que a banana. As sementes de Chia eliminam a fome por aumentarem o seu volume evitando assim o desejo de ingerir mais alimentos e, além disso, limpam o corpo das toxinas dos intestinos. Apesar dos muitos benefícios da chia – orienta – a semente é muito calórica – 100 gramas contem 380 calorias- e por isso deve ser consumida com parcimônia por quem quer perder peso: uma colher de sobremesa/dia.

Originário da América do Norte o bluberry também está em alta, bem como o seu preço. Anti-oxidante, a fruta combate os radicais livres, reduz o colesterol, tem ação anti-câncer, além de ser indicada para quem tem intolerância à glicose, além de ajudar na preservação da memória e da coordenação motora. A cada alimento que está sendo muito enaltecido pela mídia, a nutricionista citava os benefícios, mas fazia questão de observar que temos produtos brasileiros que custam menos e são muito benéficos para a saúde. A amora, por exemplo, pode substituir o blueberry.

Dos Andes veio a quinoa, que também vem sendo muita usada pelos brasileiros. Rica em Omega 3 e vitaminas do Complexo B,segundo explicou a nutricionista do Cedeba ” a quinoa é uma fonte de proteína vegetal. Mas – repetiu – temos grãos no Pais de excelente que podemos usar na nossa alimentação,

Cristiane Pacheco abordou a questão dos alimentos termogênicos, também muito em evidência alta – tendo observado que usar canela, salsinha, gengibre, por exemplo, para substituir ou reduzir a o uso do sal na preparação dos alimentos é um bom caminho. Ela também mostrou a necessidade de se evitar as frituras na alimentação.

Mas segundo a nutricionista, o bom senso e o equilíbrio devem prevalecer na alimentação Manter uma alimentação saudável como rotina possibilita o consumo eventual de alimentos doces ou salgados numa festa, por exemplo.

Reiki e reflexologia podal

Depois da palestra, os servidores tiveram sessões de Reike e Reflexologia Podal, que integram o Ambulatório de Prática Alternativas e Complementares do SUS, no CEDEBA e funciona há um ano para os pacientes. Os servidores gostaram das atividades que fizeram valer o tema da Semana do Servidor, definido pelo Setor de Recursos Humanos (RH) do Cedeba “Cuidar de Quem Cuida”. A programação será encerrada nesta quinta com Massoterapia.

Ascom Cedeba

Notícias relacionadas