Notícias /

Hoje começa o Novembro Azul, cor do diabetes

01/11/2016 14:58

O Dia Mundial do Diabetes é 14 de novembro, mas hoje começa a mobilização em todo o planeta com a ênfase no azul, cor que reflete o céu e une todas as nações, também a cor do diabetes, cujo símbolo é um círculo azul, figura que simboliza a vida e a saúde. E o azul, como destaca, Júlia Coutinho, da Coordenação de Educação em Diabetes e Apoios à Rede (Codar), do Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia (Cedeba), pode ser uma lâmpada, um jarro, um copo,uma fita azul de broche durante todo o mês. Nas cidades, o mais importante dos monumentos pode ganhar a cor do diabetes.

O Cedeba/ Codar envolve 417 municípios da Bahia na Campanha em prol da vida e da qualidade de vida dos diabéticos, que no Brasil já são mais de 14 milhões. Na Bahia, 203,7 mil e mais de 13 mil em Salvador. Segundo Júlia Coutinho, a educação em diabetes é poderosa ferramenta na redução das complicações do diabetes: doenças cardiovasculares, retinopatia diabética, amputações, nefropatias, infarto silencioso. Muito importante também é o diagnóstico da doença na fase inicial e a educação voltada para o auto-cuidado, a fim de evitar e retardar as complicações.

“Seus Olhos e o Diabetes”

Mensagens educativas sobre o Diabetes estão nos cartazes e murais do Cedeba. O tema que a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia/Cedeba adotou este ano “Seus

Olhos e o Diabetes”, de grande importância porque a retinopatia diabética é a primeira causa de cegueira no mundo, está bem explicitado num grande cartaz, elaborado pela Codar, e que contou com a participação de estagiárias.

O cartaz alerta para o risco de retinopatia diabética, que pode levar à cegueira, mas também orienta sobre a prevenção; “a cegueira diabética pode ser evitada com o controle do açúcar no sangue”. E mais: após 20 anos de diabetes, mais de 90% das pessoas com diabetes Tipo 1 e mais da metade com diabetes tipo 2 apresentarão algum grau de retinopatia.

A necessidade da ida ao oftalmologista pelo menos uma vez ao ano também é destacada, porque a retinopatia começa a se instalar lentamente e algumas pessoas poderá evoluir para a forma mais grave, com grande comprometimento da visão até levar à cegueira.

Pé diabético

O pé diabético, que conta com vasto material educativo, e que vem sendo usado pela rede de atenção básica, também ganhou destaque no mural, porque o tema será reforçado nas atividades do Novembro Azul. O cuidado com os pés é muito importante, como observa Graça Velanes, coordenadora da CODAR, porque o pé diabético é a principal causa de amputações de membros inferiores, superando os acidentes.

A programação do Dia Mundial do Diabetes, no Cedeba, acontecerá de 16 a 18 de novembro. Haverá avaliação de olhos para identificação da pressão ocular e rastreamento da alteração de retina, sob a responsabilidade das oftalmologistas Tessa Mattos e Lia Aguiar. Nos corredores do Cedeba, serão realizadas atividades educativas, por meio de Rodas de Conversa, com a participação de estagiárias do Cedeba e estudantes da Liga Bahiana de Endocrinologia.

Nos dias 16 e 18 de novembro, haverá avaliação do pés, com vistas aos rastreamento de redução ou perda de sensibilidade protetora plantar, sinalizador de ulcerações, atividade que terá como responsáveis médicos e enfermeiros.

A.V. Mtb 694/Ba

Cedeba/dia mundial3

Notícias relacionadas