Notícias /

Campanha “Novembro Azul” visa mobilizar a população masculina a se cuidar

17/11/2016 19:11

Este mês é voltado para a campanha “Novembro Azul”, que tem como objetivo sensibilizar a população masculina a se cuidar e dar atenção especial à questão do câncer de próstata, segunda doença mais comum entre os homens. Até agosto deste ano, 1559 pacientes foram internados em decorrência da doença e 792 foram a óbito.

Este também é um tipo de câncer que não há como prevenir, mas tem como diagnosticar precocemente para se ter mais chances de cura. Por isso, o “Novembro Azul”, campanha que surgiu na Austrália, em 2003, tem como objetivo sensibilizar a população masculina a procurar um médico a partir dos 45, como orienta a Sociedade Brasileira de Urologia. No entanto, para quem tem histórico familiar da doença, deverá começar a realizar os exames a partir dos 40 anos.

Embora o toque, um dos exames indicados para a detecção do câncer de próstata ainda seja “cercado” pelo preconceito, é necessário, pois de acordo com estatísticas, junto com o exame de sangue PSA, dará um diagnóstico mais preciso, podendo o índice de falha ser reduzido para 8%.

O servidor público, Marivaldo Nunes Teixeira, 70 anos, reconhece a necessidade de se cuidar e faz seu check up anual sem nenhum problema. “Devemos encarar como um exame que será nosso aliado, que vai nos ajudar a ter uma melhor saúde”. Com esta idade ele ainda nem pensa em se aposentar e ressalta que está muito bem. “Tenho uma saúde ótima, não me queixo de nada e sempre me cuidei”. Ele ainda acrescenta que “os homens devem deixar de preconceito e encarar o exame de próstata como um outro exame qualquer, realizado por médicos capacitados para isso”.

Novembro Azul: No dia 19 comemora-se o Dia Internacional do Homem. origem foi na Austrália, em 2003, com o objetivo de concentrar ações sobre a saúde do homem e seu bem-estar: social, emocional, físico e espiritual.

O Ministério da Saúde recomenda que as ações aconteçam permanentemente e tragam em suas abordagens não só temas relacionados ao câncer de próstata, mas outras temáticas como: acesso e acolhimento, prevenção de violências e acidentes, saúde sexual e reprodutiva, paternidade e cuidado, saúde mental, principais doenças que atingem a população masculina assim como estímulo a hábitos saudáveis de vida, entre outras, trabalhando a saúde do homem de forma integral.

Dados de câncer de próstata: Em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. Segundo o Registro Hospitalar de Câncer da Bahia, 39% dos pacientes do sexo masculino atendidos em primeira consulta no período de 2000 a 2015 tiveram câncer de próstata; 21% desses pacientes encontram-se na faixa etária de 65 a 69 anos, 20% na faixa etária de 70 a 74 e 17% entre 60 e 64 anos.

Em relação ao primeiro tratamento recebido, 36% dos pacientes com câncer de próstata realizaram como primeiro tratamento cirurgia, 24% não tiveram tratamento e 10% realizaram radioterapia.

Ascom/Sesab

Notícias relacionadas