Notícias /

Governo lança programa Primeiro Emprego com nove mil vagas

30/11/2016 18:42

As portas para o primeiro emprego estão abertas, por meio do Programa Primeiro Emprego, para nove mil jovens egressos da Rede Estadual de Educação Profissional, formados a partir de 2015. O programa está sendo lançado na manhã desta quarta-feira (30) pelo governador Rui Costa, em cerimônia no Hotel Deville, em Salvador. A meta é preencher, apenas no setor público, 4,5 mil vagas até novembro de 2017, e outras 4,5 mil até novembro de 2018. Até o momento, mais de 80 empresas privadas também já manifestaram interesse em participar do programa.

No setor público, neste primeiro momento, as vagas serão destinadas às áreas da Saúde, Educação e Segurança Pública. Rui avalia que “o programa é um estímulo para melhorar a qualidade das nossas escolas e para a juventude que busca uma oportunidade, para que ela possa se destacar pelo seu talento, pela sua dedicação, não por favores ou indicações de políticos. Será pelo esforço pessoal de cada jovem que eles vão entrar e permanecer no mercado de trabalho, a partir deste primeiro contato, desta primeira experiência”.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), através do Hospital Geral do Estado 2 (HGE 2), já está empregando 33 jovens nas áreas de técnico de enfermagem, técnico administrativo, informática, dentre outros. O titular da pasta, Fábio Vilas-Boas, explica que “Além do trabalho do dia a dia, os jovens vão passar por capacitações e acompanhamento, para que sejam totalmente preparados para o mercado de trabalho após o término do Programa”. Ele acrescenta que na Sesab serão disponibilizadas mais de 2.500 vagas a serem preenchidas até 2018.

Ruana Portugal, 25 anos, funcionária do setor de Recursos Humanos do HGE 2, elogiou a iniciativa para os jovens e conta que o seu primeiro passo foi ingressar no curso Técnico de Administração, oferecido pelo Programa de Educação de Jovens e Adultos (Proeja), na Escola Estadual Serverino Vieira.

Durante os dois anos e meio de estudos, ela estagiou em empresas públicas e privadas, dentre elas o Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba). “Em seguida, com a inauguração do HGE2, veio a minha oportunidade, quando fui chamada pelo Sine Bahia e hoje estou empregada”, falou Ruana, que ainda ressaltou ser muito difícil conseguir o primeiro emprego, considerando as exigências, sobretudo de experiência, “a quem nunca trabalhou antes”.

Participam do lançamento jovens representantes dos 27 territórios de identidade, inclusive que já estão trabalhando no HGE2 e na Bridgestone, pelo programa. Natália Costa, 20 anos, moradora de Mussurunga, terminou o curso técnico em eletrotécnica no Centro Estadual de Educação Profissional Newton Sucupira e já está empregada na Bridgestone. Eu estou podendo conhecer novas coisas, passei por entrevistas coletivas e individuais, tudo isso é uma elevação, ajuda a gente a fortalecer nosso espírito competitivo. Estar trabalhando em uma empresa mundialmente conhecida é uma oportunidade ímpar”.

Ao conquistar a vaga, intermediada pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), os egressos terão carteira de trabalho assinada e todos os direitos garantidos. O contrato tem duração de 24 meses no Estado, já as empresas particulares têm a prerrogativa de definir se haverá a continuidade do contrato. A remuneração nas instituições privadas é a partir de um salário mínimo, já nos órgãos estaduais, o contemplado terá salário mínimo, plano de saúde (Planserv) e vale transporte.

Acesse http://estudantes.educacao.ba.gov.br/primeiroemprego para mais informações.

SECOM