Notícias /

NOTA DE ESCLARECIMENTO | Unidade de São Caetano será reformada

14/12/2016 12:57

A unidade de emergência de São Caetano é uma unidade de pequeno porte, pertencente à rede da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) sob gestão indireta, gerida pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH). Oferta serviços odontológicos, consultas médicas, exames laboratoriais, bem como ações de vacinação e educação em saúde, além de funcionar como ponto de atenção da rede de urgência da capital. Em virtude da expiração do contrato de gestão em 28 de novembro e por esta unidade se encontrar em funcionamento há cerca de 20 anos sem nunca ter passado por uma reforma completa, a Sesab optou por iniciar obras de readequação física e mudança no perfil.

A expectativa é que as intervenções sejam concluídas em até seis meses e a partir do dia 29 de dezembro, as atividades serão paralisadas na unidade. A referência para os casos de urgência e emergência é a UPA de San Martin e os casos ambulatoriais serão atendidos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Boa Vista e Fazenda Grande.

Os currículos dos 139 profissionais terceirizados que atuam no local estão sendo encaminhados para avaliação pela organização social que fará a gestão do novo Hospital da Mulher, cuja inauguração ocorrerá em janeiro de 2017.

Diante da abertura de novas unidades hospitalares estaduais de grande porte na capital, a Sesab propôs que a Unidade de Emergência de São Caetano, após a reforma, seja incorporada à rede de saúde da capital como uma Unidade Básica de Saúde (UBS), visto que mais de 90% dos atendimentos são ambulatoriais, tratativas essas que se encontram em andamento com a Secretaria Municipal de Saúde de Salvador.

Nos anos de 2015 e 2016, o governo da Bahia aplicou mais de R$ 9 bilhões em obras, serviços e recursos humanos na área da saúde, com a abertura de aproximadamente 500 leitos em hospitais e maternidades. Buscando a racionalização de recursos, para continuar investindo em serviços de alta complexidade e atendendo aos pacientes mais graves, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia implantou, neste período, medidas de eficiência do gasto público, que estão permitindo ao Governo do Estado continuar a expandir a assistência na capital e no interior.

Notícias relacionadas