Notícias /

Iperba participa de encontro sobre o atendimento às mulheres vítimas de violência sexual

19/01/2017 14:58

O Instituto de Perinatologia da Bahia (Iperba) sediou, esta semana, a consultoria do Grupo Técnico de Raça, Gênero e Etnia das Nações Unidas, que abordou a temática da violência sexual na Bahia. Conduzido pelas consultoras Leila Adesse e Patrícia Castro, o principal objetivo do encontro foi fortalecer o processo de cuidado à pessoa, especialmente da mulher e da adolescente vítima de violência sexual. Além de representantes do Iperba, participaram do evento profissionais dos diversos serviços públicos relacionados à assistência da mulher vítima de violência sexual: Diretoria da Gestão do Cuidado da Secretaria Estadual de Saúde, Diretoria de Gestão Epidemiológica do Estado e do Município, Maternidade Tysilla Balbino, Hospital da Mulher, Serviço Viver, Instituto Médico Legal, Defensoria Pública, Ministério Público e Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher.

A iniciativa do encontro deu-se a partir da formulação de um projeto interdisciplinar, realizado pelo Grupo Técnico, cujo objetivo é avaliar a efetividade das ações de prevenção da violência sexual. A metodologia do projeto é participativa, por isso todos os serviços apresentaram o seu fluxo de atendimento e uma oficina de sensibilização foi ministrada. Em seguida, um guia de indicadores foi preenchido, com o intuito de trazer questões a serem discutidas, e a partir disso elucidar as dificuldades e oportunidades de melhoria dos serviços. Deste diagnóstico, um plano de ação foi planejado e será posto em prática com a realização de encontros posteriores.

Serviço do Iperba

O Iperba foi a primeira unidade de saúde a ser referência no atendimento às mulheres vítimas de violência sexual, e também para o aborto legal definido no Código Penal em caso de estupro, caso seja manifestado o desejo da mulher. Desde 2002, quando o serviço foi implementado, quase 500 mulheres foram atendidas, e destas, 300 fizeram a interrupção da gestação.

A instituição acolhe mulheres procedentes de todo o Estado, nas diversas faixas etárias – crianças, adolescentes, jovens e adultos. Para tanto, conta com equipe multiprofissional composta com assistentes sociais, médicos, psicólogas e enfermeiros, bem como suporte assistencial efetivado por diversos serviços e especialidades (laboratório, exame de bio imagem e outros). Realiza também a profilaxia de doenças sexualmente transmissíveis (DST’s) e a contracepção de emergência.

Ascom do Iperba
Iperba/violência sexual

Notícias relacionadas