Notícias /

Glicemia controlada é necessidade para tratamento dentário no diabético

26/01/2017 14:39

O paciente com diabetes pode fazer qualquer tratamento dentário – obturações, extrações, cirurgias dentárias ou de gengiva – desde que as taxas de glicemia estejam bem controladas. Os tratamentos dentários frequentemente causam angústia nas pessoas com diabetes e mesmo nos dentistas que as tratam, como destaca o Manual Diabetes – o que fazer em situações especiais, do Dr. Walter J. Minicucci endocrinologista, e médico assistente de Endocrinologia e Metabolismo da Unicamp (São Paulo), que o Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba) está divulgando para ampliar os conhecimentos dos diabéticos no Verão, tempo de mais viagens, férias e mudança de rotina.

Antes de iniciar o tratamento, o paciente deve ter certeza de que seus níveis de glicemia (taxa de açúcar no sangue) estão controlados. Também deve avisar ao dentista que tem diabetes. Um problema muito frequente em pessoas com mau controle do diabetes (altas taxas de glicose mantidas por algum tempo) são as gengivites (infecções da gengiva). Tanto as gengivites como as infecções dentárias (abcessos ou de canal) podem elevar as taxas de glicose. Em razão da elevação da glicose, às vezes, é necessário aumentar as doses de insulina ou de hipoglicemiantes orais nesses casos.

A gengivite é uma das complicações mais comuns nas pessoas com diabetes. Pode aparecer sempre que as taxas de glicemia estiverem altas por algum tempo, principalmente se as pessoas mantêm uma higiene bucal insatisfatória, devendo ser tratada. Pode causar dor e sangramentos na boca, mau hálito e, ao longo do tempo, pode ocasionar a perda dos dentes. O que fazer? Mantenha seus dentes sempre limpos, escovando-os após as refeições. Se perceber que as gengivas estão com cor diferente, dolorosas ou sangrando, procure seu dentista. Faça bochechos com antissépticos dentários e controle o diabetes, melhorando a dieta e tomando os medicamentos para o diabetes corretamente.

Todas as pessoas com diabetes podem fazer qualquer tipo de tratamento dentário. O fundamental é ter o seu diabetes equilibrado e avisar o seu dentista de sua condição de pessoa com diabetes. Crianças e adolescentes também podem ser tratados de qualquer problema dentário. Infecções dentárias, como qualquer infecção, podem causar descontrole do diabetes. Aumente o número de medidas de glicemia, quando tiver esse tipo de problema. Pacientes em uso de insulina devem medir suas taxas antes de iniciar a sessão de tratamento dentário. Se estiverem com valores próximos do mínimo do valor normal, 100mg/dl ou menos, devem comer algum carboidrato para diminuir o risco de fazer uma hipoglicemia durante o procedimento cirúrgico.

Amanhã o Cedeba continua divulgando cuidados que o paciente diabético precisa ter em situações especiais, enfocando o que fazer quando houver “Mudanças de Horário – no Trabalho ou na Escola”.

Ascom do Cedeba
Cedeba/tratamentodentario

Notícias relacionadas