Notícias /

Núcleo Regional de Animais Peçonhentos comemora 30 anos

09/02/2017 13:47

O Núcleo Regional de Animais Peçonhentos (NOAP), da Universidade Federal da Bahia, completa 30 anos com a realização, na próxima segunda-feira, a partir das 9 horas, de um seminário com o tema “Novos e Velhos Saberes – o encontro das cobras”, no Instituto de Biologia da UFBA, no Campus Universitário de Ondina. O NOAP já desenvolveu diversos trabalhos em parceria com o Centro de Informações Antiveneno da Bahia (Ciave), da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), a exemplo dos primeiros registros dos animais peçonhentos e seus acidentes no Nordeste do Brasil, publicados em 1987.

O Núcleo surgiu a partir do Laboratório de Animais Peçonhentos (LAP), em 1987, pelas pesquisadoras Tânia Brazil, Rejane Lira, Luciana Casais e Tatiana Rocha, no Instituto de Biologia da UFBa. Em 1992, o LAP foi reconhecido como Núcleo Regional de Animais Peçonhentos, pelo Ministério da Saúde, através do Programa Nacional de Ofidismo e Animais Peçonhentos, sendo referência para a região Nordeste.

Atualmente, a coordenação geral do Noap está a cargo da pesquisadora Rejâne Lira e funciona como um laboratório de desenvolvimento de pesquisas em animais peçonhentos (como aranhas, escorpiões e serpentes), destacando-se pela formação de recursos humanos na área dos animais peçonhentos, dentre outras.

De acordo com registros do Ciave, órgão coordenador do Programa Nacional de Acidentes por Animais Peçonhentos no Estado, só no ano passado foram notificados 14.552 casos de acidentes por animais peçonhentos na Bahia, a maioria foi por escorpiões (68%), seguida por serpentes (18%), abelhas (5%), aranhas (4%) e outros.

O seminário comemorativo dos 30 anos do NOAP será aberto às 9 horas, com palestras das professoras Tânia Brazil e Rejâne Lira da Silva, sobre o tema Encontro das Cobras. A palestra terá a participação da professora Luciana Casais. Às 11 horas, será aberta a exposição “Ninho das Cobras”, no Hall do Instituto de Biologia (UFBa). Às 14 horas, a exposição será aberta para o público.

Fonte: Ciave
Ciave/ofídios

Notícias relacionadas