Notícias /

Nova captação de órgãos no Hospital Roberto Santos pode salvar vidas em outro estado

06/03/2017 14:12

Uma semana após pacientes de Brasília receberem órgãos captados no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador, a família de uma criança de nove anos, diagnosticada com morte encefálica na unidade, doou rins, fígado, coração e córneas. Captados no HGRS novamente, os órgãos, dessa vez, seguiram para o Rio de Janeiro e podem salvar até quatro vidas lá.

O trabalho de captação de órgãos é realizado no Hospital Geral Roberto Santos por meio da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (Cihdott), que oferece suporte desde a abertura do protocolo, independente da escolha dos familiares. No entanto, somente quando constatada a morte encefálica, a equipe realiza entrevista com os acompanhantes.

Para se tornar um doador de órgãos, não é necessário registrar por escrito. Basta conversar com a família e deixá-la ciente do desejo. Mais informações sobre doação e transplante de órgãos e tecidos estão disponíveis no site da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab).

Ascom HGRS
/hgrs/doação múltipla

Notícias relacionadas