Notícias /

Técnicos do Ciave e Divisa ministram curso sobre intoxicação por agrotóxicos em Natal

12/04/2017 18:52

Técnicos do Centro de Informações Antiveneno (Ciave) e da Diretoria de Vigilância em Saúde (Divisa), unidades da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), atuaram como instrutores no Curso Sobre Riscos de Intoxicações Exógenas por Agrotóxicos, realizado nos dias 06 e 07/04, em Natal (RN), a convite do Fórum Estadual de Combate aos Efeitos dos Agrotóxicos na Saúde do Trabalhador, no Meio Ambiente e na Sociedade (Feceagro) daquele Estado.

Realizado na sede da Procuradoria Regional do Trabalho, em Lagoa Nova, o curso era voltado para os profissionais da área de saúde (médicos, enfermeiros, profissionais de vigilância epidemiológica, sanitária e ambiental) e contou com representantes de 13 municípios considerados prioritários para a vigilância da população exposta aos agrotóxicos.

Durante os dois dias foram discutidas questões que envolvem a problemática do uso dos agrotóxicos, como a contaminação ambiental, os impactos na saúde humana, toxicologia, vigilância à saúde de populações expostas, notificação de intoxicações no SINAN, além de estudo de caso.

Daniel Rebouças, médico toxicologista e diretor do Ciave, agradeceu o convite às instituições baianas e elogiou a iniciativa do Estado em abordar o tema visando sensibilizar os profissionais de saúde para discutir a problemática e buscar reduzir os seus impactos sobre a saúde pública. Ele ressaltou que o Ciave também faz parte do Fórum Baiano de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos (FBCA) e do Grupo de Trabalho sobre Agrotóxicos da Sesab, juntamente com a Divisa, Divep, Cesat e outros órgãos, e que vêm promovendo juntamente com estes, diversas ações de atenção à saúde de indivíduos expostos a esses produtos e ali estavam para passar um pouco da experiência obtida.

O agrônomo e técnico da Divisa, Ruy Muricy, abordou sobre a contaminação ambiental por agrotóxicos e apresentou as alternativas existentes para redução do seu uso. Muricy já vem desenvolvendo algumas atividades em conjunto com Maria Célia de Farias, coordenadora do Feceagro e técnica da Subcoordenação de Vigilância à Saúde da Secretaria da Saúde do RN, no que diz respeito ao Programa de Análise de Resíduos em Alimentos (PARA).

A toxicologia dos agrotóxicos e medidas preventivas foram os pontos abordados por Jucelino Nery, farmacêutico bioquímico e coordenador técnico do Ciave, que ressaltou a necessidade de sensibilizar os profissionais para a notificação das intoxicações, frente à sua importância para o planejamento e tomada de decisão para a saúde pública.

Jucelinoinformou ainda que, possivelmente, novas parcerias ocorrerão entre os dois Estados, pois, em conversa com a coordenadora do Centro de Defesa do Consumidor – CDC de Natal, Maria Dalva Horácio da Costa, sobre a Rede de Consumo Seguro e Saúde na Bahia, da qual o Ciave e a Divisa fazem parte e é referência no país, surgiu o interesse da coordenadora de articular a implantação da Rede no Rio Grande do Norte.

Fonte: Ciave
/ciave/Natal

Notícias relacionadas