Notícias /

Hemoba comemora Dia Mundial da Hemofilia

17/04/2017 17:02

O Dia Mundial da Hemofilia, 17 de abril, é celebrado pela equipe da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba). A importância desta data é imensurável para pacientes, familiares e profissionais da saúde, que estão envolvidos diariamente pelas questões da hemofilia, que se caracteriza por uma deficiência de coagulação.

A data serve como uma oportunidade de trazer para a população mais esclarecimentos sobre a hemofilia e os tratamentos disponíveis para os pacientes, além de ratificar que a qualidade de vida é impactada diretamente pela adesão e compromisso com o tratamento.

A Fundação Hemoba oferta serviço ambulatorial, assistindo pacientes de todo o estado, diagnosticados ou com suspeitas de doenças hematológicas benignas, incluindo a hemofilia. Os pacientes dispõem de equipe multidisciplinar (médicos, psicólogo, fisioterapeuta, odontólogos, enfermeiros, farmacêutico, assistentes sociais e laboratório especializado), preparada para promover atendimento humanizado e orientações sobre como potencializar uma melhor condição de saúde.

Para comemorar a data, a Hemoba promove amanhã (18) atividades especiais para os hemofílicos atendidos no ambulatório da instituição. No período da manhã, um tratamento de beleza especial será dispensado aos pacientes e, após a renovação de visual, será a vez do passeio turístico pela cidade de Salvador. A ação, que recebe o apoio da Federação Brasileira de Hemofilia, da Federação baiana de Hemofilia e da Embelleze, está sendo promovida pela Diretoria de Hematologia, junto com a equipe multidisciplinar do hemocentro coordenador.

Segundo Anelisa Streva, diretora de hematologia, a ação tem o objetivo de trazer um pouco de carinho e distração para os pacientes, além de estimular a integração entre todos. “Independente de qualquer condição física, todo paciente hemofílico deve ser estimulado ao convívio social, atividades educativas, atividades não traumáticas e outras atividades lúdicas. Isso gera impacto positivo diretamente relacionado ao bem estar do paciente”, afirma a diretora médica responsável pelo serviço.

O que é Hemofilia

A Hemofilia é uma alteração genética e hereditária rara no sangue, que pode levar à coagulação inadequada, ou seja, é uma doença que o paciente nasce com facilidade para sangrar por faltar algum tipo de fator de coagulação no sangue.

Existem dois tipos: Hemofilia A (deficiência de fator VIII) e Hemofilia B (deficiência de fator IX). Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil tem mais de 12 mil pessoas com Hemofilia, com prevalência estimada de 1 para cada 10 mil nascidos para Hemofilia A e 1 para cada 50 mil nascidos para Hemofilia B. Na Hemoba existem aproximadamente 850 pacientes com esta patologia.

O principal sintoma desta patologia é o sangramento, que ocorre com maior frequência em joelhos, cotovelos, tornozelos, em outras articulações e músculos.

Tratamento

A Fundação Hemoba é o centro de referência de atendimento dos hemofílicos na Bahia, possuindo uma equipe de profissionais qualificados que realizam de forma sensível o tratamento e acompanhamento da doença, criando vínculos afetivos com os pacientes. Na instituição, profissionais com diferentes formações acadêmicas da área da saúde interagem e avaliam o paciente tanto no aspecto físico, quanto no aspecto psicossocial.

O tratamento da Hemofilia consiste basicamente na reposição do fator anti-hemofílico. Paciente com Hemofilia A recebe a molécula de Fator VIII, e com Hemofilia B, a molécula do fator IX. Os medicamentos são fornecidos pelo Ministério da Saúde e distribuídos gratuitamente pelos hemocentros do país.

Para mais informações, basta acompanhar a Fundação Hemoba nas redes sociais – Instagram: @hemobaoficial | Facebook: facebook.com/hemoba.

Ascom/Hemoba

Hemoba/hemofilia

Notícias relacionadas