Notícias /

EESP realizou sessão sobre mortalidade materna

23/05/2017 12:47

A Escola Estadual de Saúde Pública (EESP) promoveu esta semana, no auditório da Hemoba, a quarta Sessão Temática do ano, com o tema: “Mortalidade materna: desafios para o enfrentamento de uma tragédia evitável “. A palestra foi ministrada por Marcia Silveira, Médica Obstetra e Presidente do Comitê Estadual de Estudos da Mortalidade Materna, e Analia Cunha Pupo Nejm, Psicóloga da área técnica de saúde da mulher na Diretoria de Gestão do Cuidado/Sesab e Secretária executiva do Comitê Estadual de Estudos da Mortalidade Materna.

Analia Pupo iniciou a palestra trazendo a definição e composição do comitê, enfatizando que não tem caráter de punição. Apresentou dados em gráficos sobre a mortalidade materna na Bahia por causas diretas, bem como local de residência, raça/ cor, escolaridade e estado civil das pacientes. Foi enfatizada a importância da fidedignidade das informações acerca da mortalidade materna pelos profissionais de saúde que ainda não está satisfatória, bem como a ampla informação sobre a paciente no período de pré-natal, para melhor atendê-la e evitar complicações futuras. Relatou que, apesar de novas e importantes estratégias estarem em andamento, ainda há muito que se fazer, a fim de reduzir as altas taxas desta mortalidade.

Marcia Silveira inicialmente apresentou relatos de casos de pacientes que vieram a óbito por diferentes causas. Apontou dificuldades enfrentadas pelas gestantes no período gestacional, falando também sobre a repercussão da morte materna para uma família.

Silveira ainda relatou diversos fatos sobre os óbitos que têm se repetido ao longo dos anos por doenças como hipertensão, hemorragia e infecção; as dificuldades na realização das investigações; a má assistência à saúde das mulheres; a gravidez como fator de risco de morte para algumas mulheres e também a banalização/invisibilidade das mortes. A ampliação da vigilância do óbito, o cuidado respeitoso, a qualificação da assistência às mulheres e seu empoderamento foram apontados como fatores importantes para redução da mortalidade materna.

Durante o evento ocorreu a apresentação da peça “Mortalidade Materna,” pelo Grupo de Teatro da Maternidade Climério de Oliveira. Ao final, as palestrantes estiveram disponíveis para perguntas e troca de experiências com o público presente, no espaço aberto para o debate.

Fonte: EESP
EESP/mortalidade

Notícias relacionadas