Notícias /

Espaço de Leitura do Núcleo de Prevenção do Suicídio completa um ano

30/05/2017 14:11

O Núcleo de Estudos e Prevenção do Suicídio (NEPS), vinculado ao Centro Antiveneno da Bahia (CIAVE), promove amanhã, a partir de 9h30m, no auditório do centro, um evento especial de socialização, através da Ciranda Literária, marcando a comemoração de um ano da inauguração do projeto Espaço de Leitura do NEPS. As atividades do Espaço de Leitura ocorrem desde o ano passado, como uma proposta de discussão, troca de informações e ludicidade, relacionadas à leitura e escrita literária, e foi instituído como ponto de encontro dos usuários com a leitura.

O projeto foi viabilizado a partir da doação de livros e atualmente tem um acervo de mais de 300 publicações, sendo realizados, no período de um ano, mais de 265 empréstimos de livros para usuários, familiares e técnicos do serviço. Segundo a coordenadora do NEPS, a psicóloga Soraya Carvalho, o êxito desta experiência levou ao surgimento de outras propostas, a exemplo da Criação da DVDteca NEPS, que se encontra aberta a doações de títulos diversificados de filmes, documentários e afins. “Considerando o acesso à arte e à cultura como mais uma possibilidade de conhecimento e de vivências além dos muros da solidão, essas ações ampliam o repertório das pessoas em sofrimento, a partir da busca de novos sentidos para lidar com as adversidades do cotidiano”, conta a psicóloga.

Ainda segundo Soraya Carvalho, o projeto Espaço de Leitura foi viabilizado a partir da doação de livros e a expectativa é sempre receber mais doações, para que o acervo possa estar sempre sendo ampliado. Os livros podem ser consultados no local ou por empréstimo. Quanto ao cinema, a proposta é que sejam exibidos filmes abordando questões contemporâneas, para que os pacientes, a partir do processo de recuperação da depressão, possam se inteirar do que está ocorrendo no mundo.

O NEPS

O Núcleo de Estudo e Prevenção do Suicídio é um serviço desenvolvido pelo Ciave na prevenção de suicídios e redução de reincidências destes eventos. A equipe do núcleo é formada por enfermeira, psicólogas, terapeutas ocupacionais, psiquiatras e estagiários de Psicologia, que atende pacientes de todas as idades. O acesso a esse serviço se dá através de demanda espontânea ou por casos de tentativa de suicídio identificados na emergência do Hospital Geral Roberto Santos.

As atividades do núcleo foram iniciadas em 1991 e atualmente, segundo a coordenadora do serviço, “é referência na Bahia e o modelo está sendo exportado para outros centros no Brasil, pois somos pioneiros no país”. As ações do núcleo incluem orientação aos pacientes e familiares, e também a preparação de equipes de saúde.

Ascom/Sesab
Ciave/ciranda literária