Notícias /

Universitários iniciam estágio no Centro Antiveneno

04/07/2017 18:40

Foi iniciado esta semana, o estágio não obrigatório no Centro de Informações Antiveneno (Ciave), órgão da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), através dos programas Partiu Estágio e Mais Futuro. Fazem parte acadêmicos de diversos cursos da área de saúde.

Considerado pela Organização Panamericana da Saúde (OPAS) como modelo de centro de informações e assistência toxicológica para os países em desenvolvimento, há 36 anos o Ciave disponibiliza campo de prática na área de Toxicologia, contribuindo para a formação de médicos, farmacêuticos, biólogos, veterinários, psicólogos, enfermeiros e terapeutas ocupacionais.

Os estagiários têm a oportunidades de atuarem juntamente com a equipe multidisciplinar do Ciave, que é o centro estadual de referência em Toxicologia, e conhecerem melhor essa área. Apenas os cursos de Farmácia e Medicina Veterinária possuem essa disciplina em sua matriz curricular, o que torna mais relevante este campo de estágio.

O fato de o Ciave estar localizado em uma unidade hospitalar e de emergência faz com que os seus profissionais estejam em constante exercício dos seus conhecimentos teóricos, o que lhes garantem mais prática e segurança para a prestação de uma orientação toxicológica confiável, frente aos inúmeros e diversificados agentes causadores de intoxicação. Além disso, esta prática contribui para a formação de novos profissionais que virão a atuar em outras unidades de saúde do SUS.

Segundo o diretor do Ciave, Daniel Rebouças, só em 2016 foram registrados no Estado mais de 15.000 acidentes por animais peçonhentos e 4.000 intoxicações por diversos agentes, principalmente medicamentos, apesar da acentuada subnotificação.

Fonte: Ciave
/ciave/estágio

Notícias relacionadas