Notícias /

Diretor do Hospital Roberto Santos representa a Bahia em congressos nacional e internacional

05/10/2017 18:29

A última semana de setembro reservou uma qualificação especial para o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) da Maternidade de Referência Professor José Maria de Magalhães Netto. Entre os dias 27 e 30, o médico Fernando Romero e a enfermeira Daniela Montenegro participaram do 17th Congress of the International Federation of Infection Control (17º Congresso da Federação Internacional de Controle da Infecção), na cidade de São Paulo.

Organizado pela Associação Paulista de Epidemiologia e Controle de Infecção, junto à entidade internacional, o evento contou com a presença de especialistas na área de epidemiologia e infectologia de diversos países. Somente entre palestrantes, houve um contingente do Brasil, Canadá, Noruega, Estados Unidos e outras 14 nações.

A troca de experiências com equipes de saúde de diversas partes do planeta serviu para enriquecer de conteúdo e novas experiências. O conteúdo absorvido será, portanto, para gerar uma nova visão de como a infectologia é encarada além das fronteiras das unidades de saúde da Bahia.

“Tem muita coisa nova ocorrendo lá fora. E mais do que coisas novas, são ideias novas. O jeito diferente que os profissionais estão fazendo o controle das infecções serviu para vermos coisas que utilizamos e devemos parar de fazer e outras coisas que podemos fazer para melhorar a qualidade da assistência”, declarou Fernando Romero, infectologista da Maternidade de Referência.

Daniela Montenegro, enfermeira responsável pelo controle de infecção da Maternidade, destacou que, dentre os novos conhecimentos adquiridos no congresso, um dos que merecem destaque foram as atualizações sobre o uso do banho antisséptico do recém-nascido. “Durante as palestras, foi citado que somente a avaliação médica é que deve prescrever a temporalidade do banho no recém-nascido, por conta do tempo de maturação e a fragilidade da pele”, comentou.

Padrão internacional

A palestra sobre higienização das mãos foi destacada por Romero por conta do trabalho já exercido na Maternidade de Referência. A instituição já possui um time de higienização das mãos que instrui todos os profissionais da instituição para a utilização correta do álcool gel para reduzir a transmissão de infecções. E, para ele, ver o tema discutido em um evento desta grandeza trouxe a satisfação em ver que os trabalhos desenvolvidos na instituição estão seguindo o padrão internacional.

“Temos na nossa unidade o time de higiene de mãos, que já está atuante. Deste congresso trouxemos novas ideias, novas atividades para fazer com eles. Uma forma de trabalhar junto com eles para tentar maximizar o uso de álcool gel dentro da maternidade sem acrescentar custos a isso. É possível otimizar o nosso trabalho somente com essas ideias novas”, declarou.

“Não estamos sozinhos no mundo. Tudo é muito empírico, mas o que a gente está fazendo está em conformidade com o que todas as unidades hospitalares do mundo estão fazendo. O trabalho que vem sendo feito por nós está andando conforme o todo e, isso nos traz novas perspectivas para sempre melhorar o atendimento”, finalizou Daniela.

Ascom Maternidade José Maria
/maternidade José Maria/ infectologia