Notícias /

Equipe da Superh tira dúvidas sobre o RH Bahia

17/10/2017 17:17

A partir da próxima terça-feira (24), no auditório do SUS, 3º andar do prédio anexo à Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), uma equipe de Recursos Humanos da Sesab vai receber os funcionários da sede e das unidades de saúde com o objetivo de divulgar internamente o Projeto RH Bahia – novo modelo de gestão de pessoas adotado pelo governo do Estado, que pretende modernizar este setor do estado, imprimindo maior agilidade, controle e eficiência nos processos de recursos humanos. O atendimento ocorrerá até sexta-feira (27), das 9h às 17 horas. Mas o dia 25 foi reservado para atender os superintendentes, os diretores e os coordenadores.

No entanto, o sucesso desse projeto depende da união de esforços dos servidores, mas sobretudo dos gestores, que ficarão responsáveis por todos os atos, da sua equipe, relacionados ao RH, a exemplo de férias, remoções, licenças, dentre outros.

Por isso, a importância de todos se mobilizarem em função desse projeto, cuja previsão é que entre em funcionamento em janeiro de 2018. E para isso a Sesab, seguindo as diretrizes da Secretaria da Administração do Estado da Bahia (Saeb), vem realizando encontros com equipes de RH da Sesab e das unidades de saúde e também com pessoas selecionadas para serem os multiplicadores indicados dentro de suas unidades.

Entenda o RH Bahia – Com base em recursos de alta tecnologia, o projeto visa modernizar a gestão de Recursos Humanos e garantir segurança no acesso às informações. Neste novo sistema, o papel do gestor de pessoas das unidades será de validar ou não as solicitações dos servidores e fazer uma gestão participativa. Neste modelo, os próprios servidores poderão acessar o sistema e solicitar suas férias, licença, remoções, por exemplo. No entanto, algumas rotinas permanecem inalteradas, como: aposentadorias, averbações, certidões e disposições.

O RH Bahia também vai trazer vantagens e benefícios como aprimorar o controle dos processos, economia financeira, fortalecimento da relação com o servidor, melhora da produtividade dos servidores, integração de todas as etapas da vida do servidor, informação disponível a qualquer momento, integração com outros sistemas corporativos, agilidade na concessão de direitos do servidor, aprimoramento do processo de gestão de carreira e talentos, dentre outros.

O projeto possui um cronograma de implantação dividido em três etapas, chamadas de ondas. A primeira englobou empresas pública e sociedade de economia mista; a segunda, na qual se está trabalhando no momento, engloba secretarias, autarquias e fundações do Estado da Bahia. E a última será aposentadoria, terceirizados e desenvolvimento de pessoas. Todas as etapas vão avançando de acordo com as orientações da Saeb que promove treinamento e reciclagem com as equipes das secretarias e das unidades que foram formadas para ficarem à frente do projeto.

Fonte: Superh