Notícias /

Abertas inscrições para curso de notificação, identificação e investigação de intoxicação por agrotóxicos

13/12/2017 11:31

A Diretoria de Vigilância Ambiental e Saúde do Trabalhador da Secretaria Estadual de Saúde do Tocantins em parceria com a Universidade Federal do Tocantins, vai promover o curso de notificação, identificação e investigação de intoxicação por agrotóxicos, na modalidade à distância (EaD) com uma carga-horária de 60h/aula, sendo 08h/aula destinada a um encontro presencial para elaboração de Projeto Municipal de Intervenção. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas a partir desta terça-feira 05.

A pesquisadora docente em saúde pública, Juliana Pinheiro, explicou que o curso é destinado aos profissionais da saúde, estaduais e municipais, e tem como objetivo melhorar quantitativa e qualitativamente a notificação e a investigação dos casos de intoxicação exógena por agrotóxicos, bem como manter e desenvolver a qualidade dos serviços de Vigilância e Atenção Primária à população exposta.

“Esperamos que as notificações aumentem, sejam investigadas e que a população exposta aos agrotóxicos seja melhor assistida pelo sistema de saúde com os impactos dos agrotóxicos minimizados e sua qualidade de vida melhorada” destacou.

Conteúdo

Ainda de acordo com Juliana Pinheiro, o curso vai abordar o agronegócio no Brasil, a legislação vigente que controla o uso de agrotóxicos no país, a exposição e intoxicação humana, a Vigilância em Saúde de Populações expostas a agrotóxicos e a notificação, que é o principal alvo na realização do curso.

“Será abordado quando, como e quem pode notificar em um passo a passo didático, baseado em Educação Permanente em Saúde, para que os dados traduzam a real situação do Tocantins, evidenciando a qualidade do serviço prestado pela assistência, pela gestão e pelos profissionais de saúde e assim pensar em políticas públicas que melhor respondam as demandas dessa população” disse ela, complementando que qualquer pessoa poderá participa do curso.

O professor Jackson Rogério Barbosa, do Instituto de Saúde Coletiva da Uiversidade Federal do Mato Grosso (ISC-UFMT) que será um dos docentes do curso, explicou que a subnotificação leva a falta de dados estatísticos e epidemiológicos, não evidenciando a qualidade dos profissionais de saúde e impactando negativamente nos recursos financeiros que melhorariam os serviços de saúde.

Ao final do curso a equipe gestora e docente terá um encontro presencial com os discentes para juntos pensarem em um Plano Municipal de Intervenção com ações contextualizadas a cada população.

Inscrições

As inscrições acontecerão no período de 05/12/2017 a 31/12/2017 através do formulário online (clique aqui).

A previsão de início das aulas é 05/02/2018 e término em 29/06/2018. Para maiores informações, contatar a equipe técnica pelos telefones (63) 3218-4889 ou pelo email vigipeq.to@gmail.com.

 Fonte: Divisa

Notícias relacionadas