Notícias /

Secretário da Saúde do Estado inspeciona HGE durante o carnaval

09/02/2018 16:26

Com o objetivo de verificar as condições de atendimento da população no principal hospital de trauma da Bahia durante o carnaval, bem como fiscalizar o cumprimento das escalas dos profissionais e aferir o bom funcionamento dos equipamentos de imagem, o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, realizou nesta sexta-feira (9) uma inspeção no Hospital Geral do Estado (HGE).

“Tanto o HGE 1, quanto o HGE 2 estão com funcionamento pleno e aptos a atender os casos mais graves. Essa é a mesma realidade de outras unidades da rede estadual, visto o investimento de R$ 1,4 milhão para reforçar os plantões em hospitais da capital e do interior”, afirma Vilas-Boas.

Na capital, além da unidade citada, os casos de maior gravidade poderão ser encaminhados para o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), Hospital Geral Ernesto Simões Filho (HGESF), Unidade de Emergência de Pirajá e Hospital do Subúrbio (HS). No interior, todas as unidades estaduais estão de prontidão para atender os casos de urgência e emergência, com destaque para o Hospital Geral Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, o Hospital Geral Menandro de Faria, em Lauro de Freitas, o Hospital do Oeste, em Barreiras, o Hospital Regional da Chapada, em Seabra, o Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus, o Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié, o Hospital Geral de Vitória da Conquista, além dos hospitais Regionais de Guanambi e Juazeiro.

Outro equipamento à disposição da população é o Centro de Atendimento de Múltiplas Vítimas, que, em poucos minutos, transforma o estacionamento coberto do HGE em uma imensa emergência hospitalar. O centro está apto a receber e tratar mais de 25 vítimas simultaneamente. O espaço é equipado com toda a infraestrutura de oxigênio, rede elétrica e demais características para o primeiro atendimento. As vítimas que chegam passam por uma triagem e são encaminhadas rapidamente para os leitos adequados à gravidade dos ferimentos.

Na unidade, primeira do tipo implantada no Brasil, as vagas de estacionamento viram leitos hospitalares e a organização de toda área é feita por cores. O azul representa os casos de baixa complexidade, enquanto a área amarela é destinada aos pacientes de gravidade intermediária. Já na área vermelha, estão os pacientes mais graves, com risco iminente de morte.

Atendimentos

Nas primeiras 24 horas da folia momesca foram registradas sete ocorrências, sendo quatro no HGE, uma no HGESF e uma na Unidade de Emergência de Pirajá. O período contabilizado vai das 16 horas de quinta-feira (8) até o mesmo horário desta sexta. No comparativo com o carnaval de 2017, este ano foi registrado um caso a mais no mesmo período.

Violência contra a mulher

Um lugar para ser acolhida e receber todo o suporte necessário em casos de violência sexual. O Serviço AME, localizado no Hospital da Mulher, no Largo de Roma, em Salvador, acolhe integralmente as mulheres e adolescentes a partir dos 12 anos que forem expostas a situações de abusos e violência sexual.

Composto por equipe multiprofissional, o serviço é formado por médicos ginecologistas, enfermeiros, assistentes sociais, psicólogas e farmacêuticas, com funcionamento nas 24horas, todos os dias da semana, incluindo finais de semana, carnaval, feriados e demais datas comemorativas. Até o momento não houve ocorrências.

Prevenção

Quando o assunto é a prevenção contra a Aids e demais Inoenças Sexualmente Transmissíveis (ISTs), tais como sífilis e hepatites B e C, o carnaval da Bahia é exemplar. Mais de 120 mil preservativos masculinos e femininos foram distribuídos nesta quinta-feira de folia na capital baiana, em diversos pontos. São eles: Pelourinho, Barra, Ondina, Campo Grande, Ferry Boat, além da Rodoviária de Salvador, Aeroporto e nos stands da Sesab montados nos circuitos.

Para os interessados, os postos de testagem para infecções sexualmente transmissíveis iniciam o atendimento às 16h. Nos cinco dias de folia, estima-se que mais de 1.300 atendimentos serão realizados nos postos do Estado localizados em Salvador e Porto Seguro, com previsão de mais de 5.000 exames.

Hemoba no carnaval

Com o slogan “Pro Carnaval ser só alegria, só com muita solidariedade”, a campanha da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) para captação de bolsas de sangue para o Carnaval de 2018 tem como objetivo reforçar o estoque e garantir o atendimento tranquilo e seguro das possíveis demandas emergenciais durante o período da folia. No balanço parcial desta sexta-feira (9) até às 18 horas, 168 candidatos se habilitaram para a doação, sendo 120 captadas. O posto de coleta da Hemoba, na Avenida Vasco da Gama, em Salvador, funciona normalmente durante os dias de Carnaval, inclusive na segunda e terça-feira (12 e 13), das 7h30 às 18h30. A unidade estará fechada apenas no domingo. Na quarta-feira de cinzas, o funcionamento será a partir das 13h.

Notícias relacionadas