Notícias /

Bahia discute fortalecimento do SUS na 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde

27/02/2018 16:01

Com uma delegação de 76 pessoas, a Bahia está presente na 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde, que começou hoje (27) e segue até sexta-feira, 2 de março, em Brasília. Com o tema central Vigilância em Saúde: Direito, Conquistas e Defesa de um Sistema Único de Saúde (SUS) Público de Qualidade, a conferência deverá reunir cerca de 2 mil pessoas para a construção de uma política que fortaleça as ações de promoção e proteção à saúde dos brasileiros.

A superintendente de Vigilância e Proteção da Saúde da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), Rívia Barros, está na delegação baiana e destaca a importância da CNVS. “O evento é uma excelente oportunidade para refletirmos juntos como fazer para sair do paradigma da assistência, com seus apelos tecnológicos focados na doença, para adotar uma política direcionada para a promoção e prevenção da saúde”, ressalta.

Prevenção

O presidente do Conselho Nacional de Saúde, Ronald Ferreira dos Santos, explica que é a primeira vez que a sociedade brasileira se reúne para tratar o tema da prevenção. “Vamos transformar a velha frase ‘É melhor prevenir do que remediar’, em ação prática. Saúde não é só cuidar de doença. É promover saúde”, afirma.

Ele ainda relata que a Bahia trouxe um conjunto importante de ações para discussão na CNVS. “As propostas da Bahia vão na direção de integrar o conjunto de ações de iniciativas de forma organizada. Organizar os serviços, as políticas públicas e a intervenção do estado, permitindo que as pessoas possam viver mais e melhor”, destaca.

O presidente do Conselho Estadual de Saúde, Ricardo Mendonça, destaca que as ações propostas pela Bahia foram discutidas em conferências municipais e na estadual, que contou com a presença de profissionais de saúde e de usuários do SUS. “Vamos sair daqui com diretrizes de Vigilância em Saúde. O momento não poderia ser mais propício, já que está acontecendo um retrocesso no SUS”, completou.

Palestras

Além das apresentações de propostas e discussões em grupos de trabalho, a 1ª CNVS também terá um painel sobre o tema da conferência com as participações do presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Jarbas Barbosa, da procuradora do Ministério Público de Contas do Estado de São Paulo, Élida Graziane e do professor do Departamento de Ciências Farmacêuticas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Norberto Rech.

 Ascom Suvisa
/vigisanit/conferência nacional

Notícias relacionadas