Notícias /

Delegação de El Salvador está conhecendo o Cedeba

19/03/2018 14:50

Os integrantes da delegação de El Salvador, que começaram hoje a conhecer o trabalho do Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia (Cedeba) ficaram encantados com a experiência do Centro de Referência, cujo funcionamento e estrutura integraram a apresentação pela diretora e fundadora da unidade, Reine Chaves Fonseca, sobre a Rede de Atenção ao Diabetes no Estado .

Como unidade de média complexidade, o Cedeba fica responsável pelos casos complexos de diabetes e obesidade, além de endocrinopatias, cabendo às unidades básicas de saúde (no caso de Salvador são 12 distritos sanitários) fazer o atendimento dos casos simples. A Rede também conta com hospitais de grande porte para atendimentos de acordo com as especialidades. A diretora do Cedeba explicou que a Sesab tem avançado na qualificação dos hospitais por áreas de especialidades, onde os pacientes com diabetes são atendidos para procedimentos de alta complexidade. Os representantes de El Salvador consideraram a experiência muito interessante.

A diretora do Cedeba mostrou que o Centro, que presta assistência multiprofissional, desenvolve um amplo trabalho de educação com os pacientes, também treinando e qualificando os profissionais da Atenção Básica.

Com 61 mil pacientes ativos – sendo 40 % diabéticos – a diretora mostrou que o crescimento do diabetes (um problema mundial), aumenta a pressão da demanda sobre o Cedeba, daí ela defender como a melhor alternativa para ampliar a assistência o fortalecimento da atenção básica.

Centro de Referência como o Cedeba são poucos no Brasil. Só existem em São Paulo, Ceará, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Nos demais estados, os serviços estão vinculados às universidades.

À tarde, a delegação fez uma visita às instalações do Cedeba e conheceu o Ambulatório Multidisciplinar do Pé Diabético. Amanhã terça-feira, (20 de março), às 11 horas, a delegação será recebida pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas – Boas, que fará exposição sobre a saúde na Bahia e os avanços com a descentralização da assistência. Antes, o grupo terá das 8h30 às 10h30, no Cedeba, exposição da líder de Oftalmologia, a retinóloga Tessa Mattos, sobre “O Olho diabético e seus cuidados”. À tarde, haverá apresentação e discussão de protocolos clínicos para Assistência ao Diabetes Atenção primária de Saúde.

A visita da delegação prossegue até o dia 22 no Cedeba, referência na assistência a diabetes, obesidade e endocrinopatias, um dos centros de excelência no Brasil, credenciado pela World Diabetes Foundation (WDF), e que teve o reconhecimento da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A visita faz parte da Cooperação Brasil – El Salvador. Projeto “Fortalecimento das Capacidades de Equipe Multidisciplinar de Saúde para Abordagem Integral de Doenças Não – Transmissíveis Priorizadas”. Integram a delegação a coordenadora da Unidade de Promoção, Prevenção e Vigilância das Doenças Não – Transmissíveis do Ministério da Saúde de El Salvador (MINSA),Estela Alvarenga Alas De Menjivar, e os médicos José Miguel VelisArtero, Lil Guadalupe SaenzUmaña, Nora Elizabeth Duarte de Garcia, Romeo Ernesto Ramirez Alas, Ricardo Armando Peñate Guerra. Acompanhando o grupo, pelo Ministério da Saúde/ Coordenação Geral de Atenção Especializada, a técnica Roberta Rehem de Azevedo..

Mais atividades

No dia 21, pela manhã, a equipe de El Salvador visita o Ambulatório de Educação Doce Conviver. Depois, uma apresentação sobre Implicações e perspectivas da Educação em Diabetes Mellitus, Estratégias Educacionais: vivencias e tecnologia como ferramentas da educação em Diabetes. À tarde, a equipe conhece “O Direito aplicado ao Diabetes no Brasil”. No dia 22, será feita apresentação sobre a experiência do Cedeba no tratamento da obesidade, durante a manhã. E à tarde,a Assistência Farmacêutica no Cedeba.

 Ascom Cedeba
/Cedeba/visita El Salvador 2

Notícias relacionadas