Notícias /

Iperba atende gestantes hipertensas no pré-natal de alto risco

27/04/2018 16:30

No dia 26 de abril comemora-se o Dia Nacional de Combate a Hipertensão Arterial. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), no Brasil a hipertensão arterial configura-se como uma das principais causas de morte materna, isto é, a morte de uma mulher durante a gestação ou dentro de um período de 42 dias após o término da gravidez. Baseado nisto, o Instituto de Perinatologia da Bahia (Iperba) dispõe de um pré-natal de alto risco para gestantes hipertensas, visando a redução de riscos para a saúde da mulher e do recém-nascido.

Existem mulheres que já possuem o quadro de hipertensão antes da gestação e outras que apresentam os sintomas após a 20ª semana de gravidez, classificando-se, neste caso, como uma hipertensão gestacional que tende desaparecer após as 12 primeiras semanas após o parto. Quando constatado a hipertensão pelo médico na Unidade Básica de Saúde, as mulheres devem ser encaminhadas para um pré-natal de alto risco, onde ela fará um acompanhamento mais frequente da sua saúde. No caso do Iperba, este serviço é disponibilizado às gestantes que residem nos Distritos de Brotas, Barra/Rio Vermelho, Boca do Rio e Saramandaia, como recomenda o protocolo de Vinculação.

As consultas de pré-natal para as gestantes hipertensas acontecem mais vezes que o habitual, com o objetivo de evitar doenças características da gravidez que são decorrentes da hipertensão, como pré-eclampsia, eclampsia e hellp síndrome. Alguns fatores aumentam o risco de a mulher adquirir hipertensão na gestação: gravidez múltipla, primeira gestação, gestante com sobrepeso, mulheres acima de 35 anos ou menores de 15 anos, gestantes negras e com histórico familiar ou pessoal de hipertensão em gestações.

Para o controle da pressão arterial é importante que as consultas de pré-natal sejam mais regulares. Há situações em que as pacientes necessitam ficar internadas na enfermaria de alto risco do Iperba para fazer um maior controle da hipertensão e evitar um parto prematuro.

Ascom do Iperba
Iperba/hipertensão

Notícias relacionadas