Notícias /

Semana de Enfermagem no Cedeba com Práticas Integrativas e Complementares

16/05/2018 16:18

A experiência de sucesso do ambulatório de Práticas Integrativas e Complementares (PICS) – oferece Reiki, Reflexologia Podal e Cromoterapia – do Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia (Cedeba), criado no final de 2015, está sendo apresentada e discutida até sexta-feira com os profissionais de Enfermagem, numa ação conjunta da Coordenação Técnica (COATEC) e Coordenação de Enfermagem (COENF).

A programação com o tema “Práticas Integrativas e Complementares: Uma Realidade na Enfermagem do Cedeba”, está marcando as comemorações da Semana de Enfermagem – 12 a 20 de maio. Hoje, a coordenadora de Enfermagem, Cristina Gomes, apresentou números que mostram o crescimento do ambulatório de PICS – o número de pacientes dobrou em um ano – e também a avaliação positiva quanto à melhoria do estado de saúde. De 85% dos entrevistados que se queixaram de dores no corpo, 51% se referem a melhora. Em relação à queixa de estresse de 78% dos atendidos, 51% também disseram ter melhorado.

Entendendo as PICS

O Reiki – criado pelo monge budista japonês Mikao Usui em 1922 consiste no uso da energia vital e transmissão por meio das mãos. No Brasil, começou a ser utilizada na década de 80. A técnica, que deve ser aplicada por pessoas com formação específica – a atividade do terapeuta em Reiki foi regulamentada em 2007, pelo Governo Federal – ajuda na redução do estresse, representando tratamento complementar e melhoria da qualidade de vida.

A cromoterapia foi implantada este ano no ambulatório de PICS do Cedeba. Técnica muito antiga, já usada nas antigas civilizações do Egito e da Grécia, foi reconhecida pela OMS em 1976 como importante técnica complementar para tratamento de doenças, tanto emocionais como mentais e físicas, destacou Cristina Gomes na sua didática e bem fundamentada apresentação.

A cromoterapia usa cores para atingir os chacras (são sete chacras e cada um corresponde uma cor). A técnica tem muitas indicações: dores em geral, dores da coluna e musculares, artrose, artrite, Lesões por Esforços Repetitivos (LER),normalização do sono, dentre outros.

As cores que usamos nas roupas, na decoração da casa e do espaço de trabalho também influenciam no comportamento. Por isso – explicou Cristina Gomes – que no ambiente hospitalar há o predomínio de cores claras (verde, azul) porque trazem mais calma.

Também muito aceita pelos pacientes do Cedeba, que destacam a redução das dores e do estresse, o trabalho com a Reflexologia Podal foi apresentado pela técnica de Enfermagem, Cecilia Maria Nascimento de Oliveira. Além do relaxamento, a prática que também tem origem no Egito Antigo, e no Brasil vem sendo praticada há mais de 20 anos, melhora a respiração, ajuda a eliminar toxinas, alivia dores.

Ampliando

O uso de práticas alternativas e complementares começou no mundo na década de 70, quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) criou o Programa de Medicina Tradicional Chinesa – Acupuntura. No Brasil, o PICS começou a ser concebido com a criação do SUS, na década de 80, mas a política só foi aprovada pelo Conselho Nacional de Saúde em 2006. O programa do PICS começou a avançar no ano passado com a introdução de novas práticas integrativas.

Dados de 2016 mostram que até aquele ano, 1,7 mil municípios brasileiros já ofereciam PICS, sendo 75% da oferta na atenção básica, 18% na atenção especializada e 4% na atenção hospitalar, com um total de 2 milhões de atendimentos/SUS.

Na segunda-feira, os profissionais de enfermagem tiveram sessão de yoga com meditação guiada, com a endocrinologista do Cedeba Flávia Resedá. Hoje, a apresentação da enfermeira Cristina Gomes e da técnica de enfermagem Cecília Oliveira, que mostrou os benefícios da Reflexologia Podal. A programação será encerrada sexta -feira, com sessões de Reiki e Reflexologia para os profissionais de Enfermagem.

Ascom do Cedeba

Cedeba/cmplemjentares

Ascom do Cedeba
Cedeba/complementares

Notícias relacionadas