Notícias /

Ciave disponibiliza o serviço de dosagem sérica de medicamentos para a rede pública de saúde

05/06/2018 11:25

O Centro Antiveneno da Bahia (Ciave), através do seu laboratório de análises toxicológicas (Labtox), retoma as dosagens séricas de fármacos (medicamentos), disponibilizando o serviço para toda a rede pública de saúde. Daniel Rebouças, médico toxicologista e diretor da unidade, explica que o serviço havia sido interrompido em decorrência de dificuldades no processo licitatório para aquisição dos kits necessários para a execução dos exames, o que foi solucionado recentemente.

Daniel Rebouças ressalta a relevância das dosagens séricas de medicamentos de janela terapêutica estreita, ou seja, aqueles onde a dose terapêutica é muito próxima da dose tóxica, que é o caso dos fármacos dosados pelo Ciave: ácido valpróico, carbamazepina, digoxina, fenobarbital, fenitoína e vancomicina. Brevemente, serão também dosados a gentamicina, o metotrexato e a aminofilina (na forma de teofilina).

O coordenador técnico do Ciave, farmacêutico Jucelino Nery, explica que o Labtox/Ciave, além de realizar análises toxicológicas visando auxiliar laboratorialmente as equipes médicas no diagnóstico e tratamento de intoxicações, objetiva também auxiliar no monitoramento de fármacos de pacientes em uso terapêutico, de forma a contribuir para o uso seguro dos medicamentos.

Segundo o farmacêutico, “desta forma, o serviço disponibiliza uma importante ferramenta para o uso racional de medicamentos, tanto em pacientes hospitalizados quanto ambulatoriais, permitindo a prevenção de intoxicação medicamentosa decorrente do uso terapêutico, o diagnóstico precoce de intoxicação, a avaliação da adesão do paciente ao tratamento farmacológico e disponibilização de parâmetro seguro para possíveis ajustes de dose”. Ainda de acordo com o farmacêutico do Ciave, isto contribui para uma maior segurança do paciente e economia para o serviço público de saúde, uma vez que estas análises podem colaborar para a administração de doses mais adequadas para cada paciente, evitando sub ou sobredose, com consequente redução do seu tempo de hospitalização.

As orientações sobre coleta e encaminhamento de amostras podem ser obtidas através do contato com o próprio laboratório, através do telefone 3387-4343 (ramal 206), ou através deste link.

Fonte: Ciave
Ciave/farmacos

Notícias relacionadas