Notícias /

Creasi participa de atividades sobre a violência contra a pessoa idosa

15/06/2018 15:09

Com o objetivo de criar uma consciência social e política da existência da violência contra a pessoa idosa e, simultaneamente, disseminar a ideia de não aceitá-la como normal e como combatê-la, o Centro de Referência Estadual de Atenção à Saúde do Idoso (Creasi) desenvolveu uma programação especial, que intensificou as abordagens sobre o tema nas atividades nas Praças da Unidade, roda de conversa no Programa de Apoio ao Cuidador, sessão temática para os profissionais, debates em veículos de comunicação e ações na Estação Nova Lapa/Metrô.

A programação se encerra hoje (15), data do Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, com ação realizada na Nova Estação Lapa/Metrô, em parceria com a Associação Nacional de Gerontologia do Estado da Bahia e a participação de diversas entidades e órgãos da rede visando dar visibilidade às questões do envelhecer, em especial a violência contra a pessoa idosa; sensibilizar a população acerca da fragilização das relações e desvalorização da pessoa idosa.

Durante todo o dia, o Creasi esclareceu informações sobre o tema e realizou a dinâmica “Semáforo da Violência”, na qual as pessoas relacionavam frases com as cores do semáforo e sua simbologia. Dona Esmeraldina Agra de Oliveira, 75 anos, achou excelente. “É bom ter ações desse tipo para conscientizar as pessoas, porque a violência existe”, salientou a idosa.

Abusos de pessoas idosas começaram a ter evidências apenas a partir de 1990 e a notificação de violência, pela área de Saúde, foi implementada em 2006 e passou a ser compulsória em 2011, com resultados significativos. Em 2015, foram registrados 14.478 ocorrências de violência contra idosos, com aumento de 261%, quando comparado com 2011.

Para denunciar casos de violência contra a pessoa idosa pode-se entrar em contato com o Disque 100, que é gratuito, ou ainda com a Defensoria Pública do Estado da Bahia (71 3103-6999), o Conselho Estadual do Idoso (71 3115-8350), Ministério Público da Bahia, através do Grupo de Atuação Especial de Defesa dos Direitos dos Idosos e das Pessoas com Deficiência (71 3103-6408) e a Delegacia Especializada de Atendimento ao Idoso (71 3347-0143).

 Ascom Creasi
/idoso/violência

Notícias relacionadas