Notícias /

Perguntas e Respostas: Hospital Especializado Octávio Mangabeira (HEOM)

27/07/2018 16:21

O Hospital Especializado Octávio Mangabeira (HEOM) vai ser desativado?
Não procedem as notícias de desativação do Hospital Especializado Octávio Mangabeira (HEOM). A unidade será reformada e modernizada. Serão realizadas intervenções na estrutura, incluindo substituição de toda a rede elétrica e hidráulica, construção de banheiros nas enfermarias, novas torres de elevadores, novas UTIs, novo centro cirúrgico, além de caixa d’água superior e novo telhado.

Quando isso vai acontecer?
As obras serão iniciadas após a conclusão do processo licitatório em andamento, e deverão durar um ano.

O que vai acontecer com os pacientes da unidade durante o período da obra?
Os pacientes com tuberculose e HIV e os multirresistentes que necessitam hospitalização passarão a ser atendidos no Instituto Couto Maia, unidade recém-inaugurada e localizada no bairro de Cajazeiras, em Salvador. Os pacientes com o vírus BK moradores de rua, e os sem residência ou contatos familiares, irão para unidades de longa permanência da Secretaria da Saúde do Estado.

E quanto aos atendimentos de enfermaria e ambulatórios?
Quando a obra for iniciada, será aberta no Hospital Geral Ernesto Simões, que fica localizado no mesmo complexo hospitalar, uma enfermaria para pneumologia e cirurgia torácica, junto com a transferência dos servidores. Os ambulatórios serão mantidos.

O que acontecerá com os funcionários da unidade?
Durante o período das obras, alguns profissionais serão alocados no Instituto Couto Maia e outros na estrutura de enfermaria montada no Hospital Ernesto Simões Filho.

Após a obra, o Hospital vai mudar o perfil de atendimento?
Quando o HEOM for reaberto, a unidade seguirá o perfil acordado previamente. Não há razão para temor, nem para alimentar boatos de fechamento definitivo.

Além da reforma da unidade, algo mais será feito?
Todo o entorno do complexo hospitalar que engloba os hospitais Ernesto Simões, Octávio Mangabeira, Maternidade José Maria e Central de Regulação serão inteiramente reformados, urbanizados e modernizados, com novas vias, áreas de estacionamento e praça de alimentação.

Notícias relacionadas