Notícias /

Hospital Regional de Juazeiro intensifica orientações no Novembro Azul

12/11/2018 10:26

As ações do Novembro Azul seguem por todo o país. O mês é dedicado ao combate do câncer de próstata.

No Hospital Regional de Juazeiro, a equipe organizou uma programação que envolve palestras, orientações para pacientes, acompanhantes e visitantes, distribuição de material informativo e lacinhos azuis para reforçar a campanha.

O enfermeiro e membro da Comissão de Humanização da unidade, João Henrique de Araújo, destaca que os profissionais do HRJ estão trabalhando em todos os setores, divulgando e orientando sobre câncer de próstata, direcionando o atendimento do homem.

“Esse mês os profissionais do Hospital Regional de Juazeiro têm mais uma missão: orientar e conscientizar o público masculino sobre o câncer de próstata e a importância da realização de exames. Os homens acima de 45 anos devem realizar o teste do toque retal, aliado ao PSA que é um exame de sangue onde se analisa a procura de uma proteína que está presente no sangue e a presença dessa proteína diz se a pessoa tem essas células ou não na próstata”, detalhou.

Novembro Azul

O Novembro Azul surgiu em 2003, na Austrália, chamado de Movember, aproveitando as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, que é realizado em 17 de novembro. A campanha tem o objetivo de conscientização e é realizada por diversas entidades no mês de novembro. O movimento é dirigido à sociedade e, em especial, aos homens, para combater as doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Exames

O toque retal é o teste mais utilizado e eficaz quando aliado ao exame de sangue PSA (antígeno prostático específico, na sigla em inglês), que pode identificar o aumento de uma proteína produzida pela próstata, o que seria um indício da doença. Para um diagnóstico final, é necessário analisar parte do tecido da glândula, obtida pela biópsia da próstata.

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que todos os homens com 45 anos de idade ou mais façam um exame de próstata anualmente, o que compreende o toque retal feito e o PSA. Segundo especialistas, o toque retal é considerado indispensável e não pode ser substituído pelo exame de sangue ou por qualquer outro exame, como o ultrassom, por exemplo.

Tratamento

A escolha do tratamento mais adequado deve ser individualizada e definida após médico e paciente discutirem os riscos e benefícios de cada um.

 Ascom HRJ
/Juazeiro/novembro azul

Notícias relacionadas