Notícias /

No Dia Mundial do Diabetes, Cedeba faz reforço especial nas ações educativas

14/11/2018 17:16

“Você diz não saber/O que houve de errado /Mas o seu erro foi crer/ Que tomar medicação bastaria /Sem dieta a visão não embaçaria /Eu dizia o sintoma então /olha o problema ocular”. Os versos fazem parte da paródia “Tocando Diabetes” (música Meu Erro/Grupo Paralamas). Foi escrita e cantada por agentes da saúde da Unidade de Saúde da Família ,do Vale das Pedrinhas (Matatu) na abertura da programação do Dia Mundial do Diabetes, no Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia (Cedeba), no auditório do Centro de Atenção à Saúde (CAS).

A letra da paródia destaca a importância de uma vida saudável para o controle do diabetes, doença considerada pandemia: “Você tem que comer Chuchu, repolho, quiabo/Parar de beber e largar o cigarro /Quem diria que um dia você se cuidaria Com dieta o açúcar controlaria /E ao se cuidar então /Vai dar pra viver muito mais”.

ACEITAÇÃO E CONTROLE

A mensagem da paródia, focada nos cuidados, foi ressaltada na mensagem da diretora do Cedeba, Reine Chaves, na abertura do evento, ao destacar que como doença crônica, o diabetes não têm cura, mas tem controle, daí ser muito importante para assegurar qualidade de vida e evitar ou retardar as várias complicações, como pé diabético (pode levar à amputação), retinopatia diabética, problemas cardiovasculares, renais.

A diretora do Cedeba observou que diante do diagnóstico de diabetes, a aceitação é muito importante e isso é mais fácil quando há o apoio da família – o tema do Dia Mundial do Diabetes este ano é Diabetes e Família – .Além de acolher o diabético, a família pode ajudar mudando o estilo de vida,adotando uma alimentação saudável para todos, por exemplo.

A alimentação teve espaço especial com a equipe de Nutrição que conduziu a Estação “Alimentação Saudável no Contexto Familiar – na programação do Cedeba foram cinco estações reforçando a educação em diabetes – Foram apresentadas refeições com réplicas de alimentos, compondo sugestão de cardápio saudável para o diabético e sua família.A proposta reforçou o conhecimento sobre refeições saudáveis que devem ser seguidas por diabéticos e não-diabéticos.

COMPLICAÇÔES

Quem não mantem o diabetes sob controle, como destaca a letra da paródia dos agentes comunitários de saúde, têm mais possibilidade de sofrer com as consequências da doença. E entre as mais temidas estão a amputação de membros inferiores e a cegueira, causada pela retinopatia diabética. E para reforçar os cuidados com os olhos, a retinóloga do Cedeba, Tessa Mattos abordou o tema “Seus Olhos e Diabetes.

A especialista destacou a importância de manter o diabetes sob controle na prevenção da retinopatia diabética, complicação que é a principal causa de cegueira do mundo de pessoas em idade produtiva (entre 20 e 74 anos). A importância da prevenção da Retinopatia diabética, como explicou a especialista, é porque trata-se de doença silenciosa. O diabético pode não ter queixas de problema de visa e a RD, em alguns casos, já está instalada.

O risco de cegueira pode ser reduzido a menos de 5% quando o diagnóstico é feito em tempo adequado e o tratamento realizado corretamente pelo especialista em retina. São fatores de risco para a RD, segundo pontuou a especialista em retina: o descontrole glicêmico e o tempo de duração do diabetes. Após 15 anos de diabetes, 60% dos pacientes com DM2 (diabetes tipo 2) e 100% de DM1 (diabetes tipo 1, que se manifesta na infância e no jovem) apresentam algum grau de retinopatia. Outros fatores como hipertensão arterial sistêmica, obesidade, gravidez e nefropatia podem, de alguma forma, influenciar o aparecimento ou o curso natural dessa complicação, segundo a especialista.

AÇÕES EDUCATIVAS

Outro foco das complicações do diabetes: Prevenção das Lesões nos Pès” contou com reforço do Setor de Fisioterapia. As profissionais deram orientações sobre formas de prevenção e a necessidade de ,manejo precoce das lesões pré-ulcerativas, incluindo a escolha de calçados e promoção do auto-cuidado com os pés;.

Na Estação “A Importância da Imunização”,o setor de Enfermagem orientava sobre a importância da imunização de pacientes com doenças crônicas para redução da morbidade e mortalidade nesse grupo. O risco para infecção é maior e, por esse motivo, a vacinação deve ser indicada por ser uma estratégica essencial do cuidado primário em todas as faixas etárias.

Os temas relacionados à família, comunidade ,direitos e deveres do diabético foram trabalhados na Estação “O Papel da Família e Comunidade”, por meio de atividade lúdica, interativa, promovendo a socialização das informações e a co-participação dos usuários/familiares com o tratamento.

Na Estação Convivendo com o Diabetes ,da equipe de Psicologia os pacientes foram convidados a refletir sobre a forma de lidar com o Diabetes nestas diferentes áreas da vida: Auto-cuidado, Trabalho/Estudo, Atividade Física, Família, Lazer/Vida Social e Espiritualidade. A equipe criou o jogo Roda da Vida. Depois do jogo os pacientes receberam o folder Convivendo com o Diabetes que traz dicas sobre atitudes positivas para uma vida saudável focadas no auto-cuidado, atividade física, lazer/vida social,família e trabalho/estudo.

ATITUDES POSITIVAS PARA UMA VIDA SAUDÁVEL

AUTO-CUIDADO:Seja ativo em relação ao seu tratamento; você é o seu principal cuidador /Planeje seu dia; inclua na sua rotina horários para se alimentar e fazer uso da medicação./Monitore sua glicemia.Busque informações, tire dúvidas com a equipe multidisciplinar.Faça o rodízio dos locais de aplicação da insulina. O diabetes não é uma doença incapacitante. O bom controle glicêmico ajuda a evitar complicações.

ATIVIDADE FÍSICA: Inclua atividade física na sua rotina. Escolha uma atividade que lhe dê prazer. Estabeleça um horário e priorize esta atividade. Antes de iniciar a atividade física consulte seu médico e nutricionista.

LAZER/VIDA SOCIAL: O diabetes não o impede de se divertir. Planeje seu final de semana. Aprenda a transportar sua insulina de forma correta e ela poderá lhe acompanhar aonde você for. Não se envergonhe com a aplicação da insulina em público. Compartilhe com seus amigos informações sobre a insulina e o Diabetes.

FAMÍLIA: Traga sua família para as consultas para que eles também possam aprender sobre os cuidados com o diabetes. Alimentação saudável não é só para o diabético, mas também para a família. Participe da escolha dos alimentos que serão ou não comprados na sua casa. Mantenha sua autonomia mesmo tendo Diabetes. Seja independente!

TRABALHO/ESTUDO: A prioridade é sua saúde. Inclua os cuidados com o Diabetes na sua rotina de trabalho/estudos. Converse com a nutricionista sobre sua rotina de trabalho/estudos. Lembre-se de sempre levar seus lanches. Respeite os horários das medicações. O Diabetes bem cuidado permite que se realize qualquer tipo de trabalho.

MOBILIZAÇÃO

Embora o 14 de novembro seja a data mais importante por ser o Dia Mundial do Diabetes, a mobilização continua durante todo o mês, diante da necessidade de alertar a população do planeta para a necessidade de prevenção e diagnóstico precoce da doença que atinge 425 milhões de pessoas no mundo, sendo 14 milhões no Brasil. A participação de toda a sociedade é muito importante como reforçou a diretora do Cedeba.”Quem tem informações sobre diabetes deve compartilhar com a família e amigos para ampliar as ações de prevenção e diagnóstico precoce”.

O Cedeba, como Centro de Referência, além do atendimento de pacientes (encaminhados pela Atenção Básica e que atendam os critérios ) também trabalha na capacitação de recursos humanos da Atenção Básica. O fortalecimento da assistência ao diabético na atenção básica – pontuou – é essencial para a prevenção das complicações por diabetes que incapacitam e reduzem a qualidade de vida.

O Cedeba valoriza muito as ações educativas, cabendo à sua Coordenação de Educação em Diabetes e Apoio à Rede (Codar) a organização das ações do Dia Mundial do Diabetes no âmbito do Cedeba, além de mobilizar os gestores municipais de saúde em todos os 417 municípios do Estado, núcleos regionais de saúde, unidades de saúde da Família de Salvador, com orientações e sugestões, trabalho que fortalece o Novembro Diabetes Azul em toda a Bahia.

Ascom Cedeba

Cedeba /Dia mundial comemora

Notícias relacionadas