Notícias /

Centro de Oncologia do HEC completa 5 anos

23/11/2018 11:39

O Centro de Oncologia Infantojuvenil (COI) do Hospital Estadual da Criança (HEC), completou 5 anos de funcionamento em novembro, com aproximadamente 75 pacientes em tratamento. Em Feira de Santana, somente o HEC atende a aproximadamente 80 novos casos de câncer infantojuvenil por ano.

Com mais de 400 pacientes cadastrados, o objetivo do COI é fornecer tratamento adequado para os pacientes pediátricos com neoplasias, trabalhando tanto na reinserção em sua vida cotidiana, quanto na sociedade.

De acordo com Maurício Meira, coordenador médico do Centro de Oncologia do HEC, quando realizado um diagnóstico precoce as chances de cura dos pacientes oncológicos aumentam.  “É importante não só a existência de um centro especializado, mas também ações educativas e orientações dos profissionais envolvidos com o cuidado pediátrico”, ressalta.

Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil

No Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (23), contamos o caso da jovem Thainá Brito, a primeira paciente com câncer diagnosticada e tratada pelo Centro de Oncologia Infantojuvenil (COI) do HEC. Aos 14 anos, Thainá descobriu um tumor no ovário. Hoje, aos 19, está livre do câncer e faz acompanhamento a cada seis meses.

“Logo no início comecei a sentir dores na barriga, achava que era cólica forte. Procurei um clínico para saber a causa. Até então pensei que não seria nada demais. O médico suspeitou e pediu ultrassonografia, tomografia… Fizemos os exames rápido e aí veio o diagnóstico de um tumor no ovário esquerdo”, conta.

Apesar de descobrir o tumor quando ele já estava grande, Thainá conseguiu realizar a cirurgia para a retirada. “Foram 21 sessões de quimioterapia; o tratamento levou seis meses no total. Nesse período, entre 2013 e 2014, eu tive que parar de ir à escola. Eu tive que ser forte pra aguentar, mas toda a equipe do hospital me deu muito apoio. Sou muito grata”, agradece.

Equipe Médica do HEC

O Centro de Oncologia Infantojuvenil do Hospital Estadual da Criança é composto por uma equipe multidisciplinar de médicos, enfermeiras, técnicos de enfermagem, assistentes sociais, psicólogos, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais. Além dos oncologistas, várias especialidades médicas fazem parte do tratamento: patologistas, neurocirurgiões, cardiologistas, odontologistas, pediatras, hematologistas, nefrologistas, entre outros.

 Ascom HEC
HEC/ cinco anos

Notícias relacionadas