Notícias /

Semana de Mobilização Nacional para a Doação de Medula Óssea estimula o cadastro de voluntários

14/12/2018 10:00

Começa hoje (14) e segue até o dia 21, a Semana de Mobilização Nacional para a Doação de Medula Óssea. A semana foi instituída pela Lei nº 11.930, de 22 de abril de 2009, com o objetivo de promover esclarecimento e conscientização sobre a doação e o transplante de medula, além de estimular que mais pessoas participem do cadastro de doadores do Redome – Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea.

Conhecida também como “Lei Pietro”, a Lei 11.930 foi aprovada após a morte do jovem Pietro Albuquerque, que faleceu em decorrência de leucemia mielóide aguda pouco antes de completar 20 anos, e tornou-se uma grande aliada para as campanhas de doação de medula.

O transplante de medula óssea é uma alternativa indicada para o tratamento de doenças relacionadas com a fabricação de células do sangue e com deficiências no sistema imunológico. Pacientes com leucemias originárias das células da medula óssea, linfomas, doenças originadas do sistema imune em geral, dos gânglios e do baço, e anemias graves estão entre os principais beneficiados com o transplante.

Quando o paciente não encontra o doador ideal dentro da própria família, é necessário buscar alternativas nos registros de doadores voluntários. É nesse momento que entra o Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome), nascido em 1993 para reunir dados de pessoas dispostas a doar medula óssea para quem precisa de transplante.

Atualmente o Redome apresenta um crescimento anual significativo, incluindo mais de 300 mil novos cadastros no Brasil. Com mais de 4,7 milhões de cadastros, o registro brasileiro é o terceiro maior banco de doadores de medula óssea do mundo, ficando atrás apenas do registro alemão, com cerca de 6,2 milhões, e do registro americano, que possui quase 7,9 milhões. Entretanto, o Redome é o maior banco com financiamento exclusivamente público, pertence ao Ministério da Saúde.

A chance de encontrar um doador compatível é de 1 para 100 mil pessoas. Para aumentar a probabilidade de êxito na localização, é fundamental manter os dados cadastrais atualizados. O voluntário pode ser chamado para efetuar a doação com até 60 anos de idade.

Para se tornar um doador de medula óssea

Como funciona o Redome

Ascom Hemoba
/Hemoba/medula

Notícias relacionadas