Notícias /

Mutirão do Hospital da Mulher diminuirá tempo de espera para cirurgias

22/01/2019 09:59

A Secretaria de Saúde do Estado, por meio do Hospital da Mulher, deu início neste mês, ao Mutirão de Cirurgias do Hospital da Mulher. A ação tem o objetivo de diminuir o tempo de espera para cirurgias ginecológicas e gerais. A previsão é que no prazo de 90 dias, seja zerada a fila de espera para procedimentos como histerectomia (retirada do útero) e colecistectomia (vesícula).

Para Marco Antônio Andrade, diretor-geral da unidade, o aumento no tempo de espera, mesmo com a grande oferta de cirurgias/mês, realizadas no Hospital, se deve a um rápido e amplo acesso proporcionado pelo Sistema Lista Única. “Mais de 300 mil atendimentos e 17 mil cirurgias foram realizadas em dois anos. Nesta ação, iremos ampliar em 35% a oferta de procedimentos cirúrgicos, garantindo o objetivo estabelecido.”, afirma.

Nestes dois anos de atividades, mulheres de toda a Bahia foram encaminhadas à unidade, sendo 62,2% do público oriundo do interior e 37,8% da capital, onde o HM está instalado, no Largo de Roma. A idade das pacientes que prevalece vai de 35 a 54 anos, representando 53,8% do percentual, e as especialidades de Ginecologia e subespecialidades, seguidas por Mastologia e Cirurgia Geral, configuram como as mais procuradas no Hospital.

Após ser encaminhada para atendimento no Hospital da Mulher, pelo Sistema Lista Única, a paciente Ana Lúcia Dourado (45), moradora do município de Salvador, realizou todas as consultas e exames na unidade e explica a importância do mutirão. “Para nós mulheres, o mutirão foi um presente de Deus. Vou diminuir a compra de medicamentos e as idas nas emergências. Com essa cirurgia, terei uma nova vida”, afirma.

Estrutura

O Hospital da Mulher oferece internamento hospitalar nas especialidades de clínica médica e cirúrgica, hospital-dia, internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), atendimento ambulatorial, procedimentos de diagnose e terapias e demais serviços de apoio assistencial. São 136 leitos, sendo 10 de UTI. Em novembro de 2017, a unidade também passou a contar com o serviço de Oncologia Clínica, que dispõe de 20 poltronas para infusão de quimioterápicos, com capacidade de atender até 60 pacientes por dia. Com a inauguração dessa ala, o HM passou a ser uma Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon).

Atendimento

Como todos os procedimentos são agendados por meio do sistema Lista Única, as pacientes precisam procurar uma Unidade Básica de Saúde ou a Secretaria de Saúde do seu município para serem referenciadas para os serviços do HM. Dúvidas podem ser elucidadas pelo número 0800-071-4000. A ligação é gratuita e pode ser feita de segunda a sexta, das 8h às 18h.

Ascom do Hospital da Mulher

Notícias relacionadas