Notícias /

Equipe de Terapia Nutricional do HGRS promove eventos abertos ao público no dia 15

08/04/2019 15:16

A Equipe Multidisciplinar de Terapia Nutricional do Hospital Geral Roberto Santos (EMTN-HGRS) promoverá, no próximo dia 15, dois eventos. Trata-se da mesa-redonda ‘Como nutrir em casos específicos? Pacientes com acidente vascular cerebral (AVC), internados em unidade de terapia itensiva (UTI)’ e, ainda, o role-playing e hands-on ‘Cuidando para não broncoaspirar: como preparar, verificar, ofertar e comunicar sobre as diversas consistências alimentares?’.

Voltada para profissionais, residentes e acadêmicos de saúde internos e externos à instituição, a primeira atividade será realizada das 8 às 10h30. Já a segunda – que tem como público-alvo os profissionais e residentes de medicina, nutrição, fonoaudiologia, enfermagem e técnicos de enfermagem – acontecerá das 10h30 às 12h30. Ambas, no Auditório Central do HGRS.

Com vagas limitadas – 200 lugares para o primeiro curso e 20 para o segundo – as inscrições devem ser realizadas por meio do endereço http://bit.ly/2UlsQQx. Nele, há possibilidade para participar das duas capacitações, de maneira individual.

A desnutrição hospitalar, conforme lembra a coordenadora técnica-administrativa da EMTN-HGRS, a fonoaudióloga Thais Titonel, envolve as múltiplas especialidades profissionais, pois “compromete a função imunológica, favorece a perda de massa muscular e pode causar apatia e depressão no paciente”. Segundo ela, isso aumenta as chances de infecções, impacta na piora da cicatrização e da resposta inflamatória do paciente, prejudica a função do trato gastrointestinal, dos músculos respiratórios e cardíacos: “acarretando em maiores chances de fraturas ósseas , úlceras de pressão e disfagia”.

É com o objetivo de combater a desnutrição dos pacientes que, então, a EMTN-HGRS oportuniza, mensalmente, cursos que integram a política de Educação Permanente em Terapia Nutricional do hospital. “Esses encontros vêm sendo realizados ao longo dos dois últimos anos, com participação de diversas especialidades, incluindo graduandos e residentes. Em 2019, os cursos passarão a integrar estratégicas de aprendizagem participativa, como role-playing, hands-on e discussão de casos clínicos reais”, conclui Titonel.

Notícias relacionadas