Notícias /

Oficina de Acolhimento pedagógico reúne trabalhadores da DAB e NRS

18/04/2019 14:52

A Secretaria Estadual da Saúde (SESAB), por meio da Diretoria de Atenção Básica (DAB), promoveram nos dias 16 e 17 de abril, na Escola Estadual de Saúde Pública (EESP), a primeira Oficina de Preparação para o Acolhimento Pedagógico 2019/2020, envolvendo trabalhadores da DAB, Núcleos e Bases Regionais de Saúde do estado.

O Acolhimento Pedagógico, este ano, será realizado em 3 fases, sendo agora o momento preparatório para início destas. O encontro, reuniu cerca de 80 profissionais e propôs ser um espaço coletivo para acolher contribuições, dos trabalhadores e profissionais dos Núcleos de Saúde, ao desenho de acolhimento pedagógico a ser aplicado nos municípios.

Dentre as principais temáticas abordadas estão : o Cuidado em Saúde , Clínica ampliada, Educação Permanente e trabalho em equipe, Modelos de Atenção à Saúde e Controle Social. De modo geral, o Acolhimento Pedagógico tem como principal proposta fortalecer a Estratégia de Saúde da Família buscando a formação e/ou qualificação dos profissionais para a ampliação da Resolutividade e do cuidado dentro das Unidades Básicas de Saúde e na Atenção Básica.

Danilo Amorim, técnico do Núcleo Regional de Saúde do município de Ilhéus, frisou a importância do Acolhimento Pedagógico: ” a avaliação do Acolhimento é muito positiva. A iniciativa da DAB nesse sentido de construção coletiva é espetacular, você trazer as pessoas de todas as regiões do estado e discutir e ajudar na construção de um projeto de acolhimento pedagógico que vai se estender para todo o estado, nada é mais participativo. A experiência muito interessante, os grupos estão num nível de discussão muito bom e realmente nesse momento esperamos que o produto saia a contento e que consigamos executar isso posteriormente no território.”

Para José Cristiano Soster, Diretor da Atenção Básica” as iniciativas voltadas ao processo de trabalho nas Unidades Básicas, precisam ser cotidianamente repensadas no sentido de humanizar e aperfeiçoar as práticas do cuidado em prol de atender a população. O acolhimento é uma ferramenta de extrema importância, pois o investimento é feito nas pessoas e a metodologia é também pensada no que elas vivenciam na sua prática cotidiana”

Mônica, apoiadora institucional da Diretoria de Atenção Básica, frisa o momento de acolhimento pedagógico como essencial, “como temos uma renovação muito grande na Saúde da Família, esses profissionais não passaram por esse processo e portanto têm dificuldades de entendimento do que é estar inserido na ESF e qual é a responsabilidade sanitária dele com relação à aquela área, aquele território. Eu acho que é um momento de resgate, um momento que vai trazer esse aporte tanto teórico, adaptando o processo de trabalho deles à prática. Com isso, conseguimos retomar o que é necessário realmente: a Saúde da Família, entender o território, entender que tudo acontece no território, entender que aquele é um território vivo e não de um fazer de atendimento individualizado, saber que aquele indivíduo está inserido naquela comunidade, que ele está inserido naquela família e isso é um olhar completamente diferenciado para resultar no que queremos produzir que é o cuidado, olhando aquele ser humano, aquela pessoa, aquele individuo e aquele usuário na sociedade.

Na Bahia, segundo dados do Departamento de Atenção Básica, do Ministério da Saúde, estima-se que existam 3.560 Equipes de Saúde da Família. Estas equipes são constituídas por diversos profissionais da saúde, como médicos, enfermeiros, agentes comunitários de saúde, técnico de enfermagem, dentistas, entre outros profissionais. A equipe de saúde da família, enquanto estratégia central de mudança de modelo de atenção à saúde, visa à reorganização da Atenção Básica, de acordo com os princípios do Sistema Único de Saúde. Entende-se que a reorganização do processo de trabalho guiado via princípios, diretrizes e fundamentos da atenção básica, permite a ampliação da resolutividade e impacta na situação de saúde da população, propiciando redução de custos , efetividade e uma ampliação da qualidade do cuidado.

Fonte: DAB
DAB/acolhimento