Notícias /

Acidente de Trabalho: Um desafio coletivo

25/04/2019 14:05

O dia 28 de Abril é lembrado em várias partes do mundo como o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho. A data, criada por confederações internacionais de trabalhadores, foi escolhida em razão do acidente com morte de 78 trabalhadores em uma mina de carvão em West no estado da Virgínia, Estados Unidos da América.

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), as mortes e acidentes do trabalho atingem anualmente, em todo o mundo, cerca de 2,3 milhões de trabalhadores; os acidentes de trabalho sem mortes chegam a 317 milhões e as doenças relacionadas ao trabalho acometem cerca de 160 milhões de pessoas. O Brasil contribui significativamente para estatística mundial com mais de 700 mil acidentes e adoecimentos em consequência do trabalho, registrados, por ano, na Previdência Social, ocupando o quarto lugar no ranking mundial.

Na Bahia, de 2007 a 2017, foram registrados 255.169 acidentes de trabalho entre segurados da Previdência Social, sendo 10.132 casos com sequelas irreversíveis, 205.310 com incapacidade temporária e 1.214 óbitos por acidente de trabalho. Na origem desses acidentes encontra-se a ausência de medidas eficazes de proteção à saúde e segurança dos trabalhadores nos ambientes e processos de trabalho.

De acordo com a diretora de Vigilância e Atenção à Saúde do Trabalhador (Divast), Letícia Nobre, a magnitude dos acidentes de trabalho é bem maior do que mostram as estatísticas da Previdência Social que se referem somente aos trabalhadores contratados em regime de CLT. “Inúmeros casos ocorrem com servidores públicos e todos os demais trabalhadores inseridos em atividades por conta própria ou na informalidade”, explicou. De 2007 a 2017, o Sistema de Informações sobre Mortalidade do SUS registrou o total de 1.714 mortes por acidentes de trabalho, sendo 41,2% mais óbitos do que o quantitativo registrado na Previdência Social.

“Desse modo, pode-se afirmar que na Bahia centenas de trabalhadores morrem todos os anos e muitos milhares são mutilados e sequelados em razão da negligência das empresas no tocante à proteção da saúde e segurança dos trabalhadores e das condições precárias de trabalho nos diversos ramos de atividade econômica”, esclarece a diretora.

Programação

De 22 a 30 de abril, das 9 às 17h – Exposição fotográfica sobre as condições de trabalho nas atividades desenvolvidas pelos trabalhadores. Local: Ministério Público do Trabalho – MPT/ Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte – SETRE

Dia 25 de abril, às 9h – Sessão Especial: 28 de Abril “Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho. Local: Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA

Dia 26 de abril de 2019, das 9h30 às 12h, no Auditório do Ministério Público do Trabalho (Corredor da Vitória), acontece uma Mesa Redonda com o tema “Trabalho, Saúde e Segurança – Avanços e Perspectivas”.

 Fonte: Divast

Notícias relacionadas