Notícias /

Hospital Regional de Juazeiro inicia campanha de prevenção e conscientização do câncer de cabeça e pescoço

07/06/2019 15:49

Com o objetivo de orientar e alertar a população a população, o Hospital Regional de Juazeiro (HRJ) iniciou nesta semana uma campanha de prevenção e conscientização do câncer de cabeça e pescoço. Esse trabalho está culminando hoje (7), com um mutirão de cirurgias.

A médica, especialista em cirurgia de cabeça e pescoço, Cibele Coelho, informa que a campanha faz um alerta sobre a importância de procurar um médico se apresentar ferida na boca que não melhora em três semanas, nódulos no pescoço que não regridem em 21 dias, dores fortes, dificuldade para comer, engasgos e perda de peso, amolecimento e queda dos dentes, alteração da voz, rouquidão por 21 dias e falta de ar; dificuldade em respirar, obstrução e sangramento nasal, alteração da simetria da face devido ao crescimento de massas tumorais sob a pele.

Este tipo de câncer pode acometer a pele, os lábios, a boca, a língua, faringe, laringe, as bochechas, o nariz, o palato mole e duro, a tireoide e glândula salivar. É o 6º tipo mais comum nos homens e o 10º nas mulheres. Em 90% dos casos, está relacionado ao consumo de bebidas alcoólicas e fumo.

Fatores de risco

Tabaco e álcool são os principais fatores de risco. “Uma pessoa que fuma um maço de cigarros diariamente e faz isso desde 18 anos, quando tiver 48 vai ter fumado ao longo da vida uma quantidade de cigarro capaz de aumentar o risco de câncer em dez vezes. Se essa pessoa também ingerir álcool, esse risco aumenta em 30 vezes”, explicou a médica.

O câncer de garganta (orofaringe e laringe) também pode ser causado pelo vírus HPV, principalmente nos jovens. Pessoas expostas à radiação para tratamento médico ou que trabalham com máquinas também têm risco de desenvolver este tipo de câncer.

Algumas medidas podem ajudar na prevenção do câncer de cabeça e pescoço, entre elas estão a adoção de alimentação saudável, a realização de higiene oral diária, evitar bebidas alcoólicas, visitar periodicamente o dentista e manter as próteses dentárias bem ajustadas, não fazer sexo oral sem preservativos e não usar narguilé.

Notícias relacionadas