Notícias /

Sesab lança curso de especialização em Saúde Pública

19/08/2019 16:39

Iniciado nesta segunda-feira (19), o Curso de Especialização em Saúde Pública promovido pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), em parceria com a REDESCOLA/Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP), qualificará 90 profissionais da área da saúde e áreas afins. A ideia é que sejam desenvolvidas competências necessárias para a sua atuação na área de saúde pública como sanitarista.

Na aula de abertura da especialização, o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, destacou que é um importante investimento social para o país a formação desses profissionais. “Cuidar da população inteira não é fácil, por isso é necessário ter pessoas qualificadas”, disse. Ele ainda pontuou que é necessário consolidar cada vez mais o Sistema Único de Saúde. “Precisamos garantir que a estrutura que existe hoje não se perca”, afirmou.

O curso será realizado de forma descentralizada na Região de Saúde Centro Leste da Bahia, e em Salvador e Região Metropolitana, com duração de 12 meses, na modalidade presencial, com carga horária total de 402 horas. Nesta turma, foram selecionados 90 candidatos, sendo 45 em Salvador e Região Metropolitana, e 45 candidatos na Região Centro Leste da Bahia.

A coordenadora do curso, Marília Fontoura, explica que a especialização terá uma abordagem interprofissional. “São pessoas com graduações diferentes, o que possibilitará também a contribuição das diversas profissões. Ela ainda falou do modelo que será adotado para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). “O TCC será um projeto de intervenção, com isso, cada aluno fará um trabalho focado na melhoria da prática”, expôs.

Outro destaque será a produção científica no âmbito do Sistema Único de Saúde, de acordo com a diretora da Escola de Saúde Pública da Bahia, Marcele Paim. “No dia-dia, esses profissionais acabam não conseguindo registrar os avanços científicos e o curso dará este incentivo”, pontuou. As aulas vão apoiar e conferir qualidade à formação em Saúde Pública, garantindo ampliação do acesso, atualização de práticas e conteúdos com continuidade na oferta, equidade, otimização de recursos.

Uma das alunas que iniciam o curso hoje é a enfermeira Maria da Natividade. Ela, que atualmente desenvolve suas atividades na Diretoria de Vigilância Epidemiológica Estadual, destaca que o curso irá dar uma grande contribuição no seu trabalho. “Precisamos sempre ter mais embasamento crítico e analítico das questões de saúde e, com o curso, teremos mais conhecimentos”, afirmou.

Notícias relacionadas