Notícias /

Sistematização do Plano Estadual de Atenção Hospitalar foi tema de oficina

02/09/2019 17:03

Aconteceu nos dias 28 e 29 de agosto, no BahiaMar Hotel, em Salvador, a Oficina Estadual de Sistematização do Plano de Atenção Hospitalar da Bahia – PAH, que teve como objetivo a consolidação das ações estratégicas elencadas nas oficinas de planejamento realizadas com a equipe do nível central da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) e em nove macrorregiões de saúde do Estado da Bahia.

As oficinas iniciais trabalharam na qualificação de um diagnóstico situacional regional, na identificação dos principais problemas, e na proposição de objetivos e ações prioritárias para a melhoria da atenção hospitalar em rede. Envolveram mais de 650 pessoas, entre gestores estaduais, municipais e hospitalares, técnicos de diferentes áreas da saúde e representantes do Cosems-Ba. Além destas, foram realizadas oficinas específicas sobre regulação, contratualização, precificação e tipologia hospitalar.

A fim de sistematizar o trabalho desenvolvido, a Oficina Estadual, promovida pela Coordenação de Atenção Hospitalar / Diretoria de Atenção Especializada/ Superintendência de Atenção Integral à Saúde, com a parceria de consultores da Abrasco e OPAS, reuniu cerca de 70 pessoas de 35 setores diferentes do nível central da Sesab e oito Núcleos Regionais de Saúde, englobando participação de todas as superintendências e áreas ligadas ao Gabinete da Sesab.

Segundo Aline Costa, coordenadora de Atenção Hospitalar, esse foi um momento fundamental de articulação das diversas iniciativas que a Sesab tem desenvolvido para consolidação do SUS e também de qualificação da atenção hospitalar, tanto em sua função assistencial, como para seu papel na rede de atenção à saúde.

A diretora de Atenção Especializada, Alcina Romero, reforçou que o Plano de Atenção Hospitalar trará como produtos uma nova tipologia de hospitais da Bahia, com a classificação dos hospitais organizada por sua função assistencial na rede, a identificação de parâmetros específicos para necessidades de leitos e suficiência regional, de acordo com as principais demandas da população e a proposição de um modelo de financiamento mediante contratualização baseada em desempenho. Ressalta também que “todo o esforço de integração da Sesab promoverá ações mais resolutivas à saúde da Bahia, sobretudo no fortalecimento dos serviços nas regiões de saúde”.

Os próximos passos serão a apresentação aos gestores da Sesab e Cosems e a pactuação do PAH na Comissão Intergestores Bipartíte (CIB). O lançamento oficial está previsto para ocorrer no mês de outubro.

Notícias relacionadas