Notícias /

“Atenção pela Vida” na abertura do Setembro Amarelo no Cedeba “

06/09/2019 14:28

“Uma urgência médica pelo risco de vida que representa.” É esse o olhar necessário na prevenção do suicídio – acontece um caso a cada 40 segundos no mundo, 800 mil mortes/ano, sendo de 10 a 12 mil no Brasil – como destacou a psiquiatra e professora da UFBA, Miriam Gorender na palestra “Atenção pela Vida”, que abriu a programação do Setembro Amarelo no Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba).

As atividades, ação conjunta da Coordenação de Desenvolvimento de Pessoas (Codep) e Serviço Integrado de Atenção à Saúde do Trabalhador (Siast) continuam com duas oficinas de contemplação interior (dia 11, às 15 horas, e no dia 25 às 10 horas). Será uma oficina de relaxamento com meditação guiada, para favorecer um momento de introspecção ao trabalhador para uma escuta interior e seus sentimentos. Será conduzida pela psicóloga Viviane Oliveira, do Siast. E o Dia do Cuidado (19) terá práticas Integrativas e Complementares (reflexologia podal, Reiki, massoterapia).

A PREVENÇÂO

Na abertura da programação, a coordenadora na Bahia do Setembro Amarelo – campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio – Miriam Gorender, presidente da Associação de Psiquiatria da Bahia, destacou a importância da assistência psiquiátrica na prevenção do suicídio. “Se a doença mental for tratada, consegue-se prevenir nove em cada 10 suicídios”. A doença mental, segundo explicou a psiquiatra, distorce a capacidade de ver a realidade. A pessoa vê o mundo de forma distorcida, sem saída. Isso muda quando a pessoa é tratada.

Segundo a especialista, é preciso ficar atento aos sinais de alerta quando a pessoa repete com frequência: “Quero sumir. Quero morrer. Não aguento mais. Minha família vai ficar melhor sem mim”. O isolamento social também merece atenção.

Neste Setembro Amarelo – o mês foi escolhido em razão do Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, 10 de setembro – Miriam Gorender orienta o que nunca se deve dizer ao querer ajudar uma pessoa com risco de suicídio: “Tenha força, coragem. A vida é bela”.

Mas em situação de risco, da mesma forma que se leva ao hospital quem sofre enfarte, é preciso buscar socorro com urgência. Em Salvador, os serviços de emergência psiquiátrica são os seguintes: Hospital Juliano Moreira, Hospital Especializado Mário Leal e Pronto Atendimento Psiquiátrico da Secretaria Municipal de Salvador.

Notícias relacionadas