Notícias /

Hospital Alayde Costa completa um ano de funcionamento

17/09/2019 16:28

Implantado com a proposta de ampliar a oferta do Sistema Único de Saúde (SUS) na Bahia, o Hospital Alayde Costa, localizado no Alto da Terezinha, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, completa esse mês, com a marca de mais de 36 mil procedimentos realizados, com destaque para o serviço de hemodiálise. De setembro 2018 até agosto de 2019, foram realizadas 1.963 admissões de pacientes na unidade, 10.700 exames laboratoriais, 250 exames de raio X, 150 ECG, 90 ecocardiogramas, 110 exames de ultrassonografia, 23. 914 sessões de diálise no Centro de Hemodiálise, entre outros.

De acordo com o secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, com o funcionamento do Alayde Costa “pacientes renais crônicos que antes necessitavam permanecer internados em unidades hospitalares estaduais, passaram a ser reintegrados ao convívio familiar”.

Reforçando, o nefrologista, César Filho reforça que a grande conquista da hemodiálise é a possibilidade da não internação. “Pacientes estáveis, que têm condições de estar em casa, estão deixando de ser mantidos em hospitais. Aqui, o paciente chega, faz o tratamento e volta para sua casa. Nos hospitais havia muita gente internada há mais de cinco meses, em condições de alta. Agora, aos poucos, eles estão recebendo retornando aos seus lares”, comemora.

O Centro de Hemodiálise conta com 35 poltronas, com capacidade diária para atendimento de pacientes em três turnos, bem como possui uma equipe multiprofissional com médicos nefrologistas, psicólogas, assistentes sociais, técnicos, enfermeiros, além de um laboratório de análises clínicas.

Avaliação – O paciente Antônio Silva, 65 anos, morador de Simões Filho, está fazendo diálise pela quinta vez e garante que o serviço é excelente. “Venho com frequência e já me sinto em casa. Além de ter um espaço agradável, os funcionários são atenciosos. Sem dúvida, esse Centro de Hemodiálise nos ajuda muito, local onde passamos várias horas do nosso dia e receber um ótimo atendimento durante esse período não tem preço”.

A satisfação com os serviços também foi relatada pela paciente Mariana Santos, 56 anos. “Estou aqui há três dias e já me sinto melhor. Assim que cheguei fiz vários exames e os médicos, enfermeiros, técnicos tiveram uma atenção toda especial comigo. Acredito que logo estarei em casa. Só tenho a agradecer a todos que estão comigo nesse momento”.

O Hospital Alayde Costa conta com médicos e atende pacientes com o perfil de ortopedia e clínica médica de longa permanência, a exemplo de indivíduos que sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVC) e não possuem condições sociais ou físicas de serem acompanhados no programa de internação domiciliar. O equipamento também dispõe de um parque de imagem, com raio-x e eco-doppler

Um dos diferenciais no HAC é o projeto Sala de Espera, um programa de humanização direcionado para acompanhantes, familiares e demais usuários do SUS. Os usuários contam com um espaço essencial para a prática educativa de promoção da saúde, onde as principais dúvidas são tiradas, bem cuidados de assistência como: curativos, aferição de pressão arterial (PA), entre outros.

A programação para comemorar o 1° ano do Hospital Alayde Costa será iniciada no dia 19, às 9h30, com abordagem do tema Perspectivas e indicadores do Hospital Alayde Costa. Às 11 horas, será celebrada missa. Na parte da tarde, às 14 horas, o tema será “Assistência de enfermagem, segurança do paciente e controle de infecção do portador de doença renal”.

Ascom do Alayde Costa

Notícias relacionadas