Notícias /

Sesab incentiva ações no Dia Mundial de Segurança do Paciente

17/09/2019 08:42

O dia 17 de setembro foi estabelecido como Dia Mundial da Segurança do Paciente, pela 72ª Assembleia Mundial da Saúde, ocorrida em maio de 2019. A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), aderindo à campanha e com o objetivo de fomentar a disseminação da cultura e ações de segurança do paciente na Bahia, entre outras ações, vem incentivando a implantação de Núcleos de Segurança do Paciente nas unidades hospitalares que ainda não o possuem, além de ampliar a criação dos núcleos na Atenção Básica.

A ação se dá por meio do Núcleo Estadual de Segurança do Paciente (NESP). De acordo como secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, “a Sesab apoiará 100% dos municípios na implantação dos Núcleos , que terão a missão de promover a parceria com os pacientes, incentivar a comunicação e a aprendizagem com os erros e criar um ambiente livre de culpa, onde os profissionais de saúde são capacitados e treinados para reduzir os erros”.

A subsecretária da Saúde do Estado, Tereza Paim, reforça que o principal objetivo da Sesab é “promover a segurança do paciente na atenção básica, conversar com pacientes e familiares sobre o que é a segurança do paciente, entre outras ações relativas ao tema”. Para marcar a passagem do Dia Mundial da Segurança do Paciente, a Sesab está sugerindo algumas ações para os dirigentes das unidades hospitalares, conforme preconizado pelo Ministério da Saúde. Entre as sugestões estão: reunir a equipe e falar sobre a importância da data; falar com os colegas sobre o tema, incentivar a equipe a usar uma peça de roupa laranja, cor que escolhida para simbolizar a data.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que grande número de pacientes são prejudicados por cuidados de saúde não seguros no mundo, resultando em um grande número de mortes, e a maior parte desses óbitos é evitável. Além disso, o impacto pessoal, social e econômico do dano ao paciente leva a perdas de trilhões de dólares no mundo. Em função disso, a OMS está concentrando a atenção global na questão da segurança do paciente e lançou a campanha de solidariedade com os pacientes na ocasião em que se comemora, pelo primeiro ano, o Dia Mundial da Segurança do Paciente.

Para o diretor-geral da OMS, Adhanom Ghebreyesus, “precisamos de uma cultura de segurança do paciente que promova a parceria com os pacientes, incentive a comunicação e a aprendizagem com os erros e crie um ambiente livre de culpa, onde os profissionais de saúde são capacitados e treinados para reduzir os erros”.

Notícias relacionadas