Notícias /

Oficina sobre contemplação interior encerrou programação do Setembro Amarelo no Cedeba

25/09/2019 15:11

“Sua raridade não está naquilo que você possui/Ou que sabe fazer/Isso é mistério de Deus com você/Você é um espelho que reflete a imagem do Senhor/Não chore se o mundo ainda não notou/ Já é o bastante Deus reconhecer o seu valor/Você é precioso, mais raro que o ouro puro de ofir/

Se você desistiu, Deus não vai desistir /Ele está aqui pra te levantar se o mundo te fizer cair”. Esses versos são da música “Raridade”, ouvida hoje pelos participantes da Oficina de “Contemplação Interior”, conduzida pela médica e terapeuta, Graça Machado, marcando o encerramento do Setembro Amarelo no Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba).

A música ajudou os participantes da oficina a entenderem a importância da espiritualidade e da valorização dos sentimentos positivos que cada pessoa traz dentro de si. Depois de escreverem sobre sentimentos positivos e negativos no plano individual, com uma música para meditação, foram internalizando emoções positivas em silêncio….amor, solidariedade, carinho, bondade. A terapeuta explicou que na contemplação interior a pessoa olha para o interior e admira e agradece os bons sentimentos. Da mesma forma que gostamos de contemplar as belezas do mundo externo, precisamos exercitar a contemplação interior”, observou a terapeuta.

A contemplação interior só tem uma técnica, ao contrário da meditação (são várias técnicas) que começa com o relaxamento e a concentração. Mas todos são caminhos para a redução do estresse, segundo Graça Machado, acrescentando que “como quase todas as doenças psicossomáticas estão associadas ao estresse, com a redução desse fator de risco, a saúde melhora”. Há estudos – destacou – que mostram melhoras nos pacientes cardíacos com a meditação guiada.

A terapeuta enfatizou que sentimentos negativos são um risco à saúde. Citou trabalho da Universidade de Berlim que evidenciou que os pacientes com câncer têm como núcleo a mágoa e a raiva. Já a espiritualidade, onde se destacam a fé, a esperança ajudam na cura de muitas doenças.

O Setembro Amarelo no Cedeba (mês em que são desenvolvidas ações em todo o mundo para a prevenção do suicídio) é uma ação conjunta da Coordenação de Desenvolvimento de Pessoas (Codep) e Serviço Integrado de Atenção à Saúde do Trabalhador (Siast).

A líder do SIAST, Graça Machado, destaca que é muito importante o servidor olhar para si e cuidar da mente. Ansiedade e depressão – pontuou – são fatores de risco para o suicídio. O SIAST Cedeba vai retomar o Grupo de Meditação, trabalho que é muito importante “porque é preciso cuidar de quem cuida”, destaca a terapeuta.

 

Notícias relacionadas