Notícias /

Hospital da Mulher realiza programação especial durante campanha Outubro Rosa

04/10/2019 16:40

As pacientes que passarem no mês de outubro pelo Hospital da Mulher, em Salvador, participarão de programação especial articulada junto à Comissão da Humanização da unidade. A iniciativa faz parte do Outubro Rosa, campanha de incentivo e prevenção ao câncer de mama.

Durante todo o mês, serão realizadas ações de humanização com atividades educativas, ações de beleza e musicoterapia, como a realizada com os artistas Hélio Gazeneo e Leandro Tigrão. A dupla levou música, alegria e emoção para as enfermarias e ambulatórios do hospital. “É uma experiência única e muito gratificante, porque vemos o que a música proporciona a essas pessoas”, observou Gazeneo.

A acompanhante Maria Cândida Neves acompanhou de perto e se emocionou durante a apresentação musical. “É uma iniciativa excelente porque sensibiliza todo mundo. Leva carinho em forma de música e faz com que as pessoas criem mais forças para lutar por aquilo que elas estão passando. Muito, muito bonita a ação”.

Saúde
Além das programações de humanização, o hospital realiza neste sábado (5) uma triagem para a realização de consulta com profissionais de mastologia. A ação acontecerá das 7h às 9h, por ordem de chegada. Ao todo, serão disponibilizadas 200 consultas.

Para participar, é necessário que a paciente compareça à unidade com o RG, CPF, cartão do SUS e comprovante de residência atual em mãos. Também é obrigatória a apresentação de um ou mais exames com os seguintes critérios: mamografia ou ultrassonografia com resultado BIRADS 4, 4A, 4B, 4C, 5 ou 6, exames que indiquem lesões palpáveis, lesão de mama com sangue ou água no mamilo e/ou resultado de biópsia com atipia ou câncer.

As pacientes que atenderem aos critérios da triagem serão agendas para consulta com médico mastologista no dia 19 de outubro. Posteriormente, darão seguimento ao tratamento indicado no Hospital da Mulher.

Além dos atendimentos ambulatoriais, a expectativa é de que sejam realizados, durante o período, 2500 procedimentos entre consultas, exames laboratoriais, biópsias radioguiadas e cirurgias.

O coordenador do Serviço de Mastologia, André Dias, explica que ações como essa visam diagnosticar de maneira precoce uma possível lesão compatível com câncer. “Desta forma, há mais possibilidades de oferecer tratamentos menos agressivos, assim como diminuir a chance de a doença voltar, podendo resultar em cura na maioria dos casos”.

Ascom do Hospital da Mulher

Notícias relacionadas