Notícias /

Diagnóstico precoce do câncer de mama é tema de palestra no Hospital Eládio Lasserre

17/10/2019 15:46

Falar sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama e também compartilhar com as mulheres presentes o relato de como venceu a doença. Com esta proposta, a mastologista Marcela Embiruçu conduziu, nesta quarta-feira (16), a palestra promovida pelo Hospital Professor Eládio Lasserre (HPEL), em Salvador, em adesão à campanha Outubro Rosa.

Na oportunidade, a médica ressaltou a importância de pensar sobre o câncer de mama ao longo de todo o ano e não apenas durante a campanha. “É essencial trazer a conscientização tanto para o diagnóstico precoce, quanto para a mudança de hábitos que, consequentemente, auxiliam contra a doença”.

Praticar atividade física, alimentar-se de forma saudável, manter o peso corporal adequado, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e uso de hormônios sintéticos estão entre as principais formas de prevenção, além de realizar a mamografia anualmente, a partir dos 40 anos, para diagnóstico do câncer antes que seja sintomático.

Conforme o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células da mama, sendo o tipo de doença mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não-melanoma.

Nos casos de diagnóstico de câncer, a profissional é taxativa. “A paciente não quer olhar de pena. Quer empatia! Hoje em dia, é possível realizar o tratamento e voltar para as suas atividades, suas tarefas, seus cuidados pessoais”, afirmou Marcela, ao recomendar atenção e cuidado ao corpo e à mente: “Para que a gente não adoeça de dentro para fora nem de fora para dentro. Que, como cuidadores, precisamos exercer o nosso próprio cuidado”.

A colaboradora Karla Santana ouviu atentamente as informações transmitidas pela palestrante. “Foi muito proveitoso. Ela explicou de forma clara o que é o câncer de mama, como detectar, as formas de tratamentos utilizados atualmente e a importância do diagnóstico precoce, deixando um alerta para as mulheres de todas as idades”. Ascom HPEL

Notícias relacionadas