Notícias /

Cedeba lança cartão de vacinação especial para diabéticos

14/11/2019 14:20

O Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba) lançou, na manhã desta quinta-feira (14), o Cartão de Vacinação do Diabético para o público adulto e idoso, junta com o início da oferta da Vacina Pneumocócica 23 Valente. A ação reforça a importância das pessoas diabéticas manterem a imunização atualizada para os mais diversos tipos de doenças. O lançamento contou com a presença do secretário estadual de saúde, Fábio Vilas-Boas, que anunciou a implantação de uma sala de vacinação no Cedeba.

A diretora do Centro, Reine Chaves Fonseca, lembrou que a atualização do cartão de vacinação do público adulto diabético é essencial para ajudar no controle da doença. “Nós entendemos que a imunização está muito bem controlada no público infantil. O adulto e o idoso acabam ficando relegado e esquecido. Dessa forma, vamos facilitar o acesso ao paciente diabético, não só à vacina da influenza, que é para combater a gripe, mas também a vacina pneumocócica”.

Segundo o secretário Fábio Vilas-Boas, a sala de vacinação será entregue no próximo ano. Ele também destacou a importância da oferta da Vacina Pneumocócica 23 Valente, que passa a ser oferecida no Cedeba a partir desta quinta-feira. “O diabético é um indivíduo com uma propensão maior para contrair doenças infectocontagiosas e uma delas é a pneumonia pneumocócica. Estamos trazendo para os diabéticos a possibilidade de trazer esta vacina para o sistema público de saúde. É uma dose a cada cinco anos e, com isso, nós pretendemos que os diabéticos, especialmente os idosos, venham a ter uma chance menor de contrair essa doença”.

A doença pneumocócica, que pode ser prevenida por vacina, é responsável por infecções nos pulmões e ouvidos, além de meningite e infecções do sangue. A sua ocorrência é mais comum no inverno e, frequentemente, se associa à gripe, agravando o quadro.

O lançamento do cartão coincide com o Dia Mundial do Diabetes. A doença atinge 422 milhões de pessoas no mundo e, no Brasil, já alcança 13 milhões. De acordo com dados do Cedeba, na Bahia, cerca de 6,3% da população adulta tem diabetes. No Cedeba estão cadastrados 75 mil pacientes; destes, 60% são diabéticos. Além do atendimento à população, no Centro é prestado serviço de assistência e capacitação para os profissionais da atenção básica de saúde.

Notícias relacionadas