Notícias /

Estado com maior incidência de Anemia Falciforme, Bahia ganhará centro especializado

20/11/2019 10:52

Estado brasileiro com maior incidência de Anemia Falciforme, a Bahia ganhará um Centro de Referência em Doença Falciforme. A nova unidade, que funcionará na Avenida Centenário, no bairro do Garcia, em Salvador, deve ser entregue no primeiro semestre de 2020. “As obras já estão avançadas”, foi o que constatou o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, ao vistoriar o prédio, onde está sendo instalado centro.

Com investimento de R$ 7,3 milhões, entre obras e equipamentos, o novo centro será equipado para realizar atendimento ambulatorial nas especialidades de hematologia, ortopedia, hepatologia, oftalmologia, nutrição, psicologia, odontologia, fisioterapia, serviço social, assistência farmacêutica, endocrinologia, cardiologia e enfermagem.

“Aqui teremos todas as especialidades envolvidas no tratamento da doença falciforme. Será um centro que terá um pronto atendimento todos os dias da semana para pacientes em crise, além do atendimento ambulatorial”, explicou Fábio Vilas-Boas.

A gestão da unidade será realizada pela Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado da Bahia (Hemoba), que é referência no atendimento a pacientes com doença falciforme, acompanhando cerca de cinco mil pessoas na capital e no interior, além de ser responsável pela assistência transfusional e farmacêutica, incluindo a dispensação de medicamentos de alto custo, como Hidroxiureia e Deferasirox.

A Doença Falciforme é uma das condições genéticas e hereditárias mais comuns no mundo e é mais prevalente na população negra, apesar de não ser exclusiva. Só na Bahia, estima-se que 30 mil pessoas possuam a condição, que provoca anemia crônica e episódios freqüentes de dor severa, decorrentes da má circulação sanguínea.

Na Bahia, em 2019, até o mês outubro, foram registrados 67 óbitos por transtornos falciformes. Número que já supera as 66 mortes notificadas em 2018.

Notícias relacionadas