Notícias /

Equipe do Ambulatório de Parkinson do HGRS participa de programação nacional e internacional neste mês

26/11/2019 16:36

O mês de novembro foi marcado por uma série de eventos com a participação da equipe do Ambulatório de Transtornos do Movimento e Doença de Parkinson do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS). Entre as atividades realizadas, aconteceu o Simpósio Norte-Nordeste de Transtornos do Movimento, onde foram apresentados três trabalhos de pesquisa desenvolvidos na instituição.

No evento – presidido pelo neurologista Guilherme Valença, que coordena o ambulatório do HGRS ao lado da fisioterapeuta Lorena Rosa -, houve exibições de residentes nas modalidades de pôster e oral. A ação ocorreu em paralelo ao Congresso Norte-Nordeste de Neurologia.

Além de dar aula no simpósio, Lorena organizou e presidiu, respectivamente, o Curso Internacional sobre Fisioterapia na Doença de Parkinson e o III Encontro Nacional de Fisioterapia Neurofuncional (Enafin), eventos promovidos pela Associação Brasileira de Fisioterapia Neurofuncional (Abrafin). Houve, também, atividades práticas e discussão de casos, possibilitados pela presença de três pacientes do HGRS.

“No curso internacional, recebemos a fisioterapeuta Josefa Domingos, de Portugal, e o fonoaudiólogo americano John Dean. Eles têm trabalhado com uma abordagem nova para pacientes com DP [doença de Parkinson] e vieram apresentá-la, pela primeira vez, no Brasil”, conta Lorena Almeida, que completa: “já o Enafin trouxe os convidados estrangeiros para discutir programas de exercícios comunitários, que têm sido uma área muito explorada. Estamos tentando conhecer mais sobre isso para utilizar os benefícios em diferentes populações de pacientes com disfunção neurológica. É uma ferramenta que tem boa aplicação para pessoas com Parkinson e pessoas após AVC [acidente vascular cerebral]”.

Ambulatório de Transtornos do Movimento e Doença de Parkinson do HGRS

Coordenado pelo neurologista Guilherme Valença e pela fisioterapeuta Lorena Almeida, o ambulatório funciona duas vezes por semana. Os principais problemas acompanhados pela equipe são doença de Parkinson, outros tipos de parkinsonismo, distonias e coreias.

O agendamento de consultas é feito pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio do sistema Lista Única. Dessa forma, as vagas ficam disponíveis para os 417 municípios da Bahia. A ferramenta é gerida pelo Governo do Estado, por meio da Central Estadual de Regulação (CER).

Ascom HGRS

Notícias relacionadas